19 de maio de 2022
Política

CPMI – Membros são definidos

A deputada Rose de Freitas (PMDB-ES) realizou hoje (24) a leitura dos nomes que farão parte da nova Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investigará o relacionamento entre políticos e o contraventor goiano Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. O Estado de Goiás será representado pela deputada federal Iris Araújo (PMDB), esposa do defensor de cadeia para todos os envolvidos.

A Comissão será composta por 16 deputados titulares e igual número de suplentes. Há também 16 senadores titulares com seus respectivos substitutos. Ela deverá ser instalada nesta quarta-feira (25) no Congresso Nacional e terá como presidente o senador Vital do Rego (PMDB-PB) e Odair Cunha (PT-MG) como relator. Os vices presidentes deverão ser eleitos na reunião de instalação da CPMI.

O foco das investigações será as relações do empresário de jogos de azar com políticos e agentes públicos e privados. Para deputada Iris Araújo, sua indicação deverá ser honrada pelo compromisso e responsabilidade com o Estado goiano.

Continua após a publicidade

“Como deputada federal eleita pela maioria dos votos do povo goiano, posso, dentro da CPMI, defender Goiás, que neste momento está à mercê deste tipo de ilícito ou de prática que nós jamais imaginávamos que poderia acontecer. Sou a única mulher a integrar esta Comissão, quero fazer com responsabilidade o papel que me foi delegado. Não pelo líder Henrique Eduardo Alves, mas pelos votos que recebi da grande maioria da população para que eu pudesse ser vez e voz e, agora, a indignação das pessoas, que faço de todos a minha indignação”, declarou a deputada.

O relator Odair Cunha e os deputados Cândido Vaccarezza (SP) e Paulo Teixeira (SP) foram indicados pelo PT, assim como Íris de Araújo e Luiz Pitiman (DF) representarão o PMDB. Já Carlos Sampaio (SP) e Fernando Francischini (PR) receberam indicação do PSDB.

Também foram indicados por seus partidos para integrar a CPMI os deputados Filipe Pereira (PSC-RJ), Gladson Cameli (PP-AC), Maurício Quintella Lessa (PR-AL), Miro Teixeira (PDT-RJ), Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Paulo Foletto (PSB-ES), Rubens Bueno (PPS-PR) e Silvio Costa (PTB-PE) . O deputado Delegado Protógenes (PCdoB-SP) foi indicado como represente dos partidos que não têm direito a cadeira na CPMI devido ao pequeno número de suas bancadas.

Continua após a publicidade

No Senado, os indicados como titulares para a CPMI são os senadores José Pimentel (CE) e Humberto Costa (PE) pelo PT, Álvaro Dias (PR) e Cássio Cunha Lima (PB) pelo PSDB. O PMDB indicou Vital do Rego (PB), Sérgio Souza (PR) e Ricardo Ferraço (ES). Vanessa Graziotin (AM) foi indicada pelo PcdoB, Ciro Nogueira (PI) pelo PP.

O ex-presidente Fernando Collor (AL) representará o PTB, Jayme Campos (MT) o DEM, Lídice da Mata (BA) o PSB, Paulo Davim (RN) o PV, Pedro Taques (MT) o PDT e Vicentinho Alves (TO) o PR. A senadora Kátia Abreu (PSD-TO) ocupará a vaga destinada aos pequenos partidos.

(Com informações da Agencia Brasil)                    

Leia mais sobre:
Política