28 de maio de 2022
Economia

CPI do Cachoeira é instalada e pede documentos à PGR e STF

Senadores e deputados instalaram oficialmente hoje (25) a comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) que vai investigar a atuação do empresário de jogos ilegais Carlinhos Cachoeira e suas ligações com agentes públicos e privados. Na primeira reunião da chamada CPMI do Cachoeira, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) foi empossado presidente da comissão. O deputado Odair Cunha (PT-MG) foi também designado relator da CPMI. O nome dos dois foi oficializado por aclamação.

Mais de 70 requerimentos de convocação de oitivas e de requisição de documentos já foram apresentados, mas na primeira reunião, a CPMI aprovou somente o primeiro requerimento apresentado pelo relator Odair Cunha que requisitou os documentos da operações Vegas e Monte Carlo. Os pedidos serão endereçados ao Supremo Tribunal Federal (STF) e à Procuradoria-Geral da República (PGR). “Esses documentos são nosso ponto de partida” explicou o relator.

Continua após a publicidade

O senador Fernando Collor (PTB-AL) também sugeriu a convocação do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e dos dois delegados que conduziram as investigações na Polícia Federal para que eles possam informar o estágio das investigações. No entanto, esse pedido não chegou a ser apreciado pelo CPMI.

A CPMI é formada por 32 parlamentares, sendo 16 deputados e 16 senadores, além dos seus respectivos suplentes e tem o prazo de 180 dias para concluir as investigações. As reuniões, de acordo com o senador Vital do Rêgo, ocorrerão nas terças, quartas e quintas-feiras. “Da minha parte, prometo todo empenho e diálogo com todas as forças que atuam na CPMI”, destacou.

“Sou a favor da requisição dos requerimentos, mas acho que esses documentos devem nos chegar pelas mãos do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e com a audiência dos delegados que conduziram o caso”, destacou Collor.

Continua após a publicidade

O PT e o PMDB são os partidos que ocuparam mais vagas – três senadores e três deputados cada legenda – obedecendo o critério da proporcionalidade na Câmara e no Senado. O PSDB tem duas vagas de senador e duas de deputado. Já o PDT, DEM, PSB, PCdoB, PTB, PP e PR ficaram com uma vaga titular de senador e uma de deputado. O PV e o PSD tem um senador cada. O PSC e o PPS ficaram com um deputado cada na comissão.

Cachoeira está preso desde o fim de fevereiro. Escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal, com autorização da Justiça, indicam que ele mantinha relações com parlamentares, autoridades e empresários envolvidos em licitações públicas milionárias. (Agência Brasil)

Leia mais sobre:
Economia