16 de julho de 2024
Investigação • atualizado em 13/06/2024 às 10:32

Corpo de mulher morta há mais de dois meses na própria casa é encontrado pelo irmão em Uberlândia

Polícia acredita que o corpo da mulher de 53 anos estava na residência há mais de dois meses

Uma descoberta trágica chamou a atenção dos moradores de Uberlândia (MG). O corpo de uma mulher de 53 anos foi encontrado em alto estado de decomposição na tarde desta quarta-feira (12), no bairro de Custódio Pereira, pelo próprio irmão da vítima. A polícia acredita que o corpo estava na residência há mais de dois meses.

Em relato à Polícia Militar, o irmão da vítima precisou pular o muro para entrar na residência. Segundo informações do boletim de ocorrência, vizinhos ligaram para ele após sentirem um forte odor e notarem a falta de movimento no local. Segundo relatos, as correspondências datadas de mais de dois meses estavam acumuladas no local onde foram deixadas.

Segundo o site Regionalzão, o corpo foi removido e levado para o necrotério do Cemitério Bom Pastor em Uberlândia e nesta quinta-feira (13) deve passar por exames no Instituto Médico Legal (IML) para determinar a causa da morte até então desconhecida.

Por estar em avançado estado de decomposição, não foi possível constatar de primeira se o corpo da vítima apresentava algum sinal de violência. Segundo o irmão, a mulher era enferma e tinha vários problemas de saúde.

As autoridades agora aguardam os resultados dos exames do IML para dar continuidade à investigação sobre as circunstâncias que levaram à morte da mulher.

Canal de denúncia em Uberlândia

Através do Disque Denúncia Unificado (DDU), 181, o cidadão pode denunciar crimes e sinistros para as polícias Militar, Civil e o Corpo de Bombeiros. O sigilo é um dos pilares do DDU, que garante o anonimato total de quem fornece informações, a fim de manter a segurança do denunciante. O sistema permite acompanhar o andamento das denúncias por meio de uma senha fornecida no ato do atendimento.


Leia mais sobre: / / / Cidades

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019