30 de maio de 2024
Preparativos

Copa do Mundo: Dia de jogo do Brasil é feriado?

Falta um mês para o primeiro jogo do Brasil pela Copa do Mundo. Confira o que diz a legislação sobre a liberação do trabalho em dias de jogos oficiais do Brasil!
O primeiro jogo do Brasil será no dia 24 de novembro contra a Sérvia. Foto: Divulgação/FIFA
O primeiro jogo do Brasil será no dia 24 de novembro contra a Sérvia. Foto: Divulgação/FIFA

Faltando exatamente um mês para o primeiro do jogo do Brasil na Copa do Mundo 2022 no Catar, com jogo de estréia contra a Sérvia no dia 24 de novembro, no meio da tarde, o brasileiro já se prepara para acompanhar a disputa. Além da dúvida sobre onde e como vão assistir os jogos oficiais, a principal questão é: dia de jogo do Brasil é feriado ou ponto facultativo? A empresa é obrigada a liberar o funcionário?

A resposta é não! De acordo com a legislação trabalhista, o empregador não é obrigado a liberar os empregados em dia de jogos oficiais do Brasil. Dia de jogo não é considerado ponto facultativo, muito menos feriado, conta como um expediente normal de trabalho e a falta pode gerar corte de remuneração.

Uma folga ou liberação durante a disputa em campo é algo que deve ser negociado entre a empresa e o tralhador. O que é muito comum em época de Copa do Mundo é a preparação de espaços para que os funcionários possam assistir aos jogos dentro da empresa, e depois voltarem ao trabalho.

Para preocupação de grande parte dos brasileiros, os três primeiros jogos do Brasil caem em dias de semana, em horários de trabalho. As datas e horários dos jogos da primeira fase são:

24 de novembro, quinta, às 16h, contra Sérvia;
28 de novembro, segunda, às 16h, contra a Suíça;
e 2 de dezembro, sexta, às 13h, contra Camarões.

A dica é combinar previamente com a empresa qual será a dinâmica, e acertar os detalhes de liberação do dia ou de determinados períodos antecipadamente. Há possibilidade de liberar mais cedo, dar o dia de folga com base no banco de horas, trabalhar na modalidade home office ou montar um espaço com televisão para incentivar a integração entre os funcionários durante o jogo.

Já que combinado não sai caro, vale a pena negociar as folgas ou horas livres para acompanhar o Brasil na Copa, desde já. Há boas possibilidades, o que não vale é perder uma das maiores alegrias dos brasileiros, que só ocorre a cada quatro anos. Aproveite esse um mês de contagem regressiva para se planejar.


Leia mais sobre: / Brasil

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.