17 de agosto de 2022
Amazonas

Controvérsia nas informações: PF diz que que corpos de Dom e Bruno não foram encontrados

Embaixada Brasileira no Reino Unido teria passado informações incorretas à família do jornalista desaparecido
Apesar das informações incorretas, material orgânico foi encontrado e resultado da perícia deve sair ainda nesta semana. (Fotos: reprodução)
Apesar das informações incorretas, material orgânico foi encontrado e resultado da perícia deve sair ainda nesta semana. (Fotos: reprodução)

Após a mulher do jornalista britânico Dom Phillips, Alessandra Sampaio, afirmar que corpos teriam sido encontrados no Amazonas, nesta segunda-feira (13), a Polícia Federal divulgou uma nota à imprensa para informar os desdobramentos das buscas pelo jornalista e pelo indigenista Bruno Pereira. De acordo com o comunicado, nenhum corpo teria sido encontrado.

Apesar disso, há confirmação de que equipes de buscas encontrara material orgânico, que passa por perícia e sobre o qual o resultado sairá ao longo desta semana.

Leia a nota da PF:

“O Comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que as buscas do Sr. Bruno Pereira e do Sr. Dom Phillips foram realizadas até às 18hs (horário de Brasília) de hoje, mas nada foi encontrado. Além dos esforços concentrados no referido local, as buscas continuaram em outras áreas do Rio Itaquaí e as investigações continuam sendo realizadas de forma técnica, sem que esforços materiais e humanos sejam poupados para a completa elucidação dos fatos. Quanto ao material orgânico aparentemente humano e as amostras de sangue anteriormente coletados, informa-se que a perícia está sendo realizada e o resultado deverá sair no decorrer dessa semana. Os órgãos federais e estaduais reforçam que não há nada mais importante do que a busca pelos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips e reiteram a esperança de encontrá-los.”

Continua após a publicidade

Controvérsias

A informação sobre corpos terem sido encontrados teriam sido passados para a mulher de Dom pela Embaixada Brasileira no Reino Unido, dizendo, inclusive que os corpos eram do jornalista e do indigenista. A partir daí, uma série de informações equivocadas foram divulgadas por veículos de todo mundo, como por exemplo, de que os corpos estavam amarrados ou pendurados em árvores.

Bruno e Dom seguem desaparecidos há uma semana na região do Vale do Javari, extremo Oeste do estado do Amazonas.