30 de maio de 2024
Destaque

Conta de luz para consumidores do benefício tarifa social fica mais baixa em novembro

A Aneel destaca que a bandeira amarela é válida apenas para consumidores que fazem parte da tarifa social. (Foto: Divulgação)
A Aneel destaca que a bandeira amarela é válida apenas para consumidores que fazem parte da tarifa social. (Foto: Divulgação)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) anunciou nesta sexta-feira (29/10) a bandeira tarifária amarela no mês de novembro para os consumidores que recebem o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica. A bandeira, que indica condições menos favoráveis de geração de energia, equivale ao pagamento de R$ 1,87 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. 

A Aneel destaca que a bandeira amarela é válida apenas para consumidores que fazem parte da tarifa social. Para os demais consumidores a bandeira vigente no período será a de Escassez Hídrica, no valor de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos. 

A bandeira Escassez Hídrica, que foi instituída pela Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG), visa a fortalecer o enfrentamento do período de escassez de recursos hídricos, o pior em 91 anos, que reduz a produção nas usinas hidrelétricas e aumenta o preço da energia. Ela seguirá em vigor até abril de 2022 

Os adicionais de bandeiras tarifárias na conta de luz dos consumidores que possuem direito à Tarifa Social de Energia Elétrica seguem os mesmos percentuais de descontos que são estabelecidos por faixa de consumo. Isso significa que as famílias de baixa renda, inscritas no programa de Tarifa Social, pagam as bandeiras com os mesmos descontos que já possuem nas tarifas, de 10% a 65%, dependendo da faixa de consumo. 

Leia também:


Leia mais sobre: / / / / Destaque / Economia

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.