21 de junho de 2024
Cidades

Consequências do corredor T-63 em debate

A implantação do corredor do transporte coletivo será debatida na Camara de Goiânia no dia 22 de março, conforme proposta feita pela vereadora Tatiana Lemos(PCdoB).

Segundo ela, o objetivo é reunir debatedores que explicitem sobre o projeto e suas consequências. A vereadora indica que é preciso entender os “prejuízos e as vantagens que podem ocorrer para o comércio e para a região”. 

O corredor exclusivo começou a ser implantado na semana passada e segundo a Prefeitura, o objetivo é priorizar o transporte coletivo, aumentando a velocidade dos ônibus na avenida, que tem 5,7 km de extensão. Pela T-63, circulam nove linhas do transporte coletivo que transportam cerca de 80 mil passageiros em 86 ônibus.

Ainda serão instalados 24 novos pontos de embarque e desembarque, e radares que vão multar os motoristas que desrespeitarem novas regras.


Leia mais sobre: Cidades

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .