28 de maio de 2022
Destaque 2

Conselho Estadual de Educação discute retorno das aulas híbridas nesta sexta-feira (21)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Conselho Estadual de Educação discute, nesta sexta-feira (21), o retorno das aulas na modalidade híbrida em instituições de ensino de Goiás. De acordo com o presidente do Sindicato dos Professores do Estado de Goiás, Railton Nascimento, o tema é debatido em razão de não ter sido publicada nenhuma medida em decreto a respeito, durante um período de alta em casos de Covid-19, Influenza, dentre outras viroses.

Em entrevista ao Jornal Bandeirantes, da Rádio Bandeirantes, o titular do Sinpro afirmou que o Conselho esperava pelos decretos municipal e estadual para, a partir de então, propor uma resolução. “O decreto da Prefeitura saiu ignorando essa questão. E não há um novo decreto estadual também tratando dessa questão. Portanto, é responsabilidade do Conselho chamar para esse debate”, disse.

“É inconcebível falar numa volta presencial às aulas no percentual de 100% de presencialidade”, acrescentou Railton Nascimento, com a ressalva de que o ensino híbrido, com um percentual menor de alunos em sala de aula, deve ser garantido neste momento, para que haja um real distanciamento em salas de aula. “Até porque as crianças não foram vacinadas por uma postura agravada do governo federal, que é negacionista, e atrasou, mais uma vez, o processo de vacinação”, salientou, ao demonstrar preocupação com relação à falta de imunização de crianças de 5 a 11 anos, que só teve início na última segunda-feira (17).

Continua após a publicidade