14 de junho de 2024
Cidades

CONCURSOS DA SSP-GO: MPE recomenda que UEG fique fora

Os promotores de Justiça Fernando Aurvalle Krebs e Sandra Mara Garbelini expediram hoje (4/3) recomendação ao procurador-geral do Estado, Alexandre Tocantins, sugerindo que se providencie a mudança na entidade realizadora dos concursos públicos para provimento de cargos da Secretaria de Segurança Pública e Justiça de Goiás, determinando o afastamento da Universidade Estadual de Goiás (UEG) dos certames. A medida, segundo afirmam, é para que se possa garantir a licitude e a validade regular dos concursos, bem como agilidade e eficiência, respeitando-se a legislação vigente.

De acordo com os promotores, chegou ao conhecimento do MP que teria ocorrido fraude na prova do concurso público da área de segurança pública ocorrida no último dia 24 de fevereiro, devido à constatação de que as respostas das questões objetivas seguiam uma sequência numérica e de letras, que tinham correspondência em todos os tipos de provas aplicadas. Segundo sustentam, a espera na apuração da suposta fraude retardaria o andamento do certame e, além disso, a confiança no condutor do concurso é extremamente importante em qualquer processo seletivo, pois não podem pairar dúvidas e quaisquer resquícios de parcialidade.

Por fim, argumentam que, diante da quebra na confiança dos trabalhos desempenhados pela UEG e que se, ao final ficar comprovada a fraude, todo o concurso poderá ser anulado, com prejuízo aos candidatos e à sociedade. Clique aqui para ler a íntegra da recomendação.


Leia mais sobre: Cidades

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .