19 de julho de 2024
BR-060 • atualizado em 09/02/2024 às 11:18

ANTT anúncia projetos de concessão incluindo previsão de pedágio entre Goiânia e Rio Verde

Para o projeto, estão previstos R$ 3,2 bilhões de investimentos
O lote que inclui Goiânia e Rio Verde são trechos das BR-060/452, onde há a previsão de pontos de pedágio. (Foto: divulgação)
O lote que inclui Goiânia e Rio Verde são trechos das BR-060/452, onde há a previsão de pontos de pedágio. (Foto: divulgação)

A diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou, nesta quinta-feira (8), relatórios finais das audiências públicas referentes aos projetos de concessão de lotes que incluem Goiás. O primeiro abrange trechos das BR-060/452 em território goiano, há a previsão de pontos de pedágio entre Goiânia e Rio Verde, já que, este lote, com extensão total da concessão é de 426,2 km, abrange trechos da BR-060/GO entre o Anel Viário da capital até Contorno de Rio Verde e a BR-452 até Itumbiara.

A ANTT ainda destacou que, nas obras de melhoria, haverá a implementação de 31 km de duplicação, 124 km de faixas em pistas duplas e simples, 28 km de vias marginais até dispositivos especiais, como passarelas e barreiras acústicas. Para o projeto, estão previstos R$ 3,2 bilhões de investimentos. Sobre os 31 km de duplicação, não foi informado com exatidão onde será implementada. O Diário de Goiás solicitou a informação e aguarda retorno da agência.

A expectativa do órgão, conforme divulgado hoje é que, após a aprovação dos projetos pelo Ministério dos Transportes, haja envio para análise do Tribunal de Contas da União (TCU) após o período de carnaval.

“Esses projetos de concessão rodoviária representam um passo significativo rumo ao desenvolvimento sustentável e à integração nacional. A ANTT, em parceria com o Ministério dos Transportes, segue trabalhando incansavelmente para garantir que essas iniciativas se consolidem cada vez mais”, ressalta o diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale. A previsão do Ministério dos Transportes, dependendo da análise da Corte de Contas, é lançar os dois editais ainda neste ano de 2024.

Vale lembrar que, além de Goiás, o outro lote inclui a BR-364 em Rondônia, importante corredor logístico de exportação do arco norte. É uma extensão total de 686,7 km da BR-364/RO, contemplando trechos de Guaporé, Cocal, Ouro Preto do Oeste e Porto Velho. O projeto também abrange uma série de melhorias e ampliações de capacidade. Entre elas estão 113,7 km de duplicações, 200 km de faixas adicionais, além da implantação do contorno de Ji-Paraná/RO e da via de acesso ao Porto Novo, conhecida como “Expresso Porto”.

Ao todo, serão 34,4 km de novas vias, possibilitando acesso viário de qualidade ao porto e impulsionando cada vez mais o crescimento de Porto Velho e todo estado de Rondônia. A previsão é de R$ 5,4 Bilhões de investimentos na concessão. Somado aos projetos de Goiás, em ambos são previstos R$ 8,6 bilhões de investimentos para os próximos 30 anos.


Leia mais sobre: / / / Notícias do Estado

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.