19 de julho de 2024
Limpeza Urbana

Comurg aplica 500 notificações contra descarte irregular de lixo em calçadas de Goiânia

Em cinco dias de ação, a Comurg notificou e orientou moradores em relação ao descarte de resíduos da construção civil, lixos e galhadas em locais indevidos
Na ação, foram visitados 5 bairros da capital. Fotos: Luciano Magalhães
Na ação, foram visitados 5 bairros da capital. Fotos: Luciano Magalhães

Em cinco dias de ação para fiscalizar o descarte irregular de resíduos nas ruas, e conscientizar a população sobre o tema, a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) aplicou 500 notificações administrativas. A comunicação formal adverte os moradores em relação ao ato de jogar lixo em calçadas e lotes vagos.

A equipe com 35 colaboradores visitou ruas dos setores Cidade Jardim, Vila Aurora, Castelo Branco, Vila Santa Tereza e Centro-Oeste. Cerca de 60% das notificações aplicadas diziam respeito a descarte irregular de lixo de construção civil. Também foram distribuídos avisos relacionados ao mato alto, terra e lixo mal acondicionado em vias públicas. A lista de irregularidades também conta com descarte de materiais eletrônicos, móveis e pneus.

Além das notificações, os colaboradores da Comurg também orientaram os moradores dos bairros visitados sobre as formas corretas de descartar os resíduos, com noções de educação ambiental, informações sobre horários de coleta orgânica e seletiva, e do funcionamento dos ecopontos. A população também foi instruída sobre os malefícios de descartar lixo nas vias públicas e as penalidades que podem ser praticadas.

As advertências administrativas foram aplicadas em casos de entulhos e resíduos nas calçadas, conforme o Código de Posturas do Município. O documento institui que o morador notificado tem prazo de até 72 horas para retirar o lixo e fazer a limpeza. Caso não seja feito, o aviso é encaminhado para a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) e passível de punição e multa.

O presidente da Comurg, Alisson Borges, ressaltou a importância da colaboração da população para a manutenção da limpeza da capital. “A Prefeitura está empenhada em retirar os entulhos das vias públicas e deixar os terrenos públicos, praças e canteiros limpos, mas a obrigação é compartilhada com a comunidade, que precisa manter os lotes particulares limpos, e evitar descarte irregular”, concluiu.


Leia mais sobre: / / / Goiânia