22 de abril de 2024
Apoio

Complexo Oncológico de Goiás (CORA) será apadrinhado pelo DJ Alok

O artista goiano vai destinar recursos para a ala infantil do CORA
DJ Alok será padrinho da ala pediátrica, que deve ser inaugurada em 2024. Foto: Reprodução
DJ Alok será padrinho da ala pediátrica, que deve ser inaugurada em 2024. Foto: Reprodução

O Governo de Goiás anunciou, na última sexta-feira (28), que o DJ goiano Alok será padrinho da ala de atendimento pediátrico do Complexo Oncológico de Referência do Estado de Goiás (CORA). A novidade foi divulgada pelo governador Ronaldo Caiado (UB), após reunião com o advogado do artista.

De acordo com Caiado, que falou com Alok por telefone durante a reunião, o artista vai destinar recursos para a ala infantil. Além disso, o DJ terá papel importante também na divulgação nas redes sociais, o que auxilia na obtenção de mais recursos para a causa.

Conforme Alok, está prevista uma visita ao local da obra, em Goiânia. O DJ afirma que está animado para participar do projeto. “A relação de apoio com o hospital CORA surge de uma forma natural, pois há muitos anos já somos apoiadores, por exemplo, do Hospital do Amor, em Barretos (SP). Essa parceria é motivo de grande alegria e temos certeza que muitos outros artistas irão participar dessa corrente do bem”, destacou o artista.

O CORA

O novo hospital CORA, destinado ao tratamento contra o câncer em Goiás, terá investimento de R$ 424,7 milhões de recursos do Tesouro Estadual. Com efeito, será referência no tratamento oncológico no Estado, com estrutura de 44,7 mil metros quadrados de área construída. Assim sendo, terá 148 leitos destinados à internação de pacientes adultos e pediátricos. Além disso, terá ainda centros cirúrgicos, farmácia, centro de exames por imagem e infusão quimioterápica.

As obras foram lançadas no dia 13 de fevereiro deste ano. Contudo, a ala pediátrica está prevista para ser entregue no segundo semestre de 2024. A implantação do CORA está sendo feita pela Fundação Pio XII, que administra o Hospital do Amor. A unidade no interior de São Paulo é referência no tratamento de câncer no país.


Leia mais sobre: / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.