18 de abril de 2024
Saldo positivo • atualizado em 30/01/2024 às 10:39

Comissão de Meio Ambiente faz balanço dos trabalhos em defesa do Cerrado

Ao avaliar as atividades que ocorreram em 2023, Rosângela Rezende considerou o saldo positivo e destacou que os trabalhos cumpriram a meta
No total foram 58 encontros promovidos pelo colegiado e mais de 20 projetos foram recebidos pela Comissão. (Foto: Denise Xavier/Alego).
No total foram 58 encontros promovidos pelo colegiado e mais de 20 projetos foram recebidos pela Comissão. (Foto: Denise Xavier/Alego).

A Comissão de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, presidida pela deputada Rosângela Rezende (Agir), divulgou seu balanço anual de trabalhos. Foram 58 encontros promovidos pelo colegiado e mais de 20 projetos foram recebidos pela Comissão. Todos os 16 projetos que tramitaram ao longo do exercício de 2023, todos tiveram o parecer favorável aprovado. Mais 13 ainda aguardam distribuição para análise e relatoria.

Ao avaliar as atividades que ocorreram em 2023, Rosângela Rezende considerou o saldo positivo e destacou que os trabalhos cumpriram a meta. “Eu termino o ano muito feliz e avalio o balanço como muito positivo. Parabenizo o trabalho da comissão, da minha equipe, da participação popular, que foi bastante ativa, e da parceria com os órgãos de Governo. Por esse trabalho de apresentação e análise dos projetos voltados para o meio ambiente”.

Além das sessões ordinárias, a Comissão também marcou presença e promoveu diversos encontros. Os destaques foram a Semana da Água, Virada Ambiental, Forúm Goiano de Mudanças Climáticas e a participação na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-28), em Dubai, Emirados Árabes Unidos.

Virada ambiental

No dia 5 de junho, data em que é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, o Palácio Maguito Vilela sediou o lançamento da 5ª Virada Ambiental, destacado projeto ambiental goiano, nacional e internacionalmente reconhecido. Na ocasião, a presidente da comissão realizou o plantio de mudas nativas do Cerrado.

Rosângela afirma que pretende transformar o encontro em Política Pública em Goiás, além de elencar outras pautas que considerou vitoriosas. “A Virada Ambiental tem participação de quase todos os municípios de Goiás e conta com várias entidades. Para o ano que vem, eu espero que seja maior, com um público maior e mais visibilidade”, assinalou.

Outras conquistas

“A universalização do saneamento urbano e rural também foi muito especial para mim. A entrada de Goiás no Consórcio Brasil Verde, o que gerou alguns embates, mas conseguimos essa vitória. O pacto de desmatamento ilegal zero no Estado de Goiás. Todos os trabalhos, inclusive aqueles promovidos pela Semad, foram acompanhados por nós de maneira bem próxima”, relembra Rosângela.

Quanto à participação na COP-28, na cidade de Dubai, a parlamentar ressaltou que seu foco se concentrou nas discussões nacionais e pontuou que a imagem brasileira perante o tema ambiental é muito forte. “Brasil tem energia mais limpa frente a outras potências mundiais. O Brasil tem energia limpa e florestas, então precisamos associar com a transição energética. Em Dubai, eu visitei uma usina energética que produz a energia através do lixo. Mas não do lixo reciclável. É energia gerada a partir do lixo bruto”, contou.

Por fim, o balanço aponta que as Políticas Estaduais de Economia Circular, Apoio aos Catadores de Materiais Recicláveis e Educação Ambiental Corporativa, a instituição da Semana de Conscientização Sobre a Teoria do Elo, as Campanhas “Vida Animal” e de Conscientização Sobre a Cinomose Canina e Certificado “Amigo da Natureza” foram matérias aprovadas pela comissão.


Leia mais sobre: / / / / Cidades

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019