15 de agosto de 2022
Esportes

Com recorde histórico de público, Inglaterra é campeã inédita da Eurocopa

Foto - Divulgação UEFA
Foto - Divulgação UEFA

A Inglaterra se sagrou campeã da Eurocopa feminina na tarde deste domingo jogando diante de 87.192 pessoas no estádio de Wembley, em Londres. A seleção inglesa venceu a Alemanha, maior campeã do torneio, por 2 a 1, com gol marcado na prorrogação. A partida estabeleceu um novo recorde de público da história da Eurocopa, considerando as modalidades masculina e feminina, um feito importantíssimo para o futebol feminino.

A holandesa Sarina Wiegman vence o bicampeonato da Eurocopa após ter conquistado o torneio com a Holanda em 2017. A treinadora foi um investimento pesado da Inglaterra para conquistar o torneio. Com o título da Euro, a Inglaterra será adversária da seleção brasileira na finalíssima, que coloca frente a frente a campeã do torneio europeu e a campeã da Copa América.

O primeiro tempo teve superioridade da Inglaterra, mas a defesa alemã mostrou muita segurança para manter o placar zerado. Ellen White teve duas boas oportunidades de abrir o placar para a Inglaterra, mas não conseguiu aproveitar. Na primeira, a camisa 9 parou na goleira Merle Frohms ao tentar cabeceio. Depois a Inglaterra ainda chegou bem em uma finalização por cima. A Alemanha quase marcou em um bate-rebate após cobrança de escanteio, mas a zaga cortou. Houve muitos pedidos de pênalti no lance por um toque na mão da defesa.

Continua após a publicidade

A Alemanha teve a primeira grande chance da etapa final, com arrancada da Wassmuth. Magull também levou muito perigo em chute de bico feito de dentro da área. A bola foi para fora, passando muito perto da trave.

Um golaço colocou a Inglaterra em vantagem aos 16 minutos do segundo tempo. Ella Toone, cerca de seis minutos após entrar em campo, recebeu um lançamento da zaga, ganhou na velocidade e tocou por cobertura por cima de Frohms.

A Alemanha respondeu com uma finalização na trave de Lina Magull Schuller ainda tentou no rebote, mas parou na goleira. Depois de muito tentar, Magull finalmente foi premiada com um gol aos 34 minutos. A Alemanha saiu rápido para o ataque e Wassmuth cruzou para desvio de primeira de Magull, deixando o 1 a 1 no placar.

Continua após a publicidade

A decisão do título foi para a prorrogação. Com o cansaço já prevalecendo entre as duas equipes. O gol salvador da equipe inglesa saiu aos 5 minutos do segundo tempo da prorrogação. Após cobrança de escanteio na área, a bola sobrou e Chloe Kelly tocou com a ponta da chuteira para recolocar a seleção da casa em vantagem e confirmar o título.

(Conteúdo Estadão)