17 de agosto de 2022
Esportes

Com quatro gols de cabeça, Flamengo goleia Juventude em Brasília

Foto - Marcelo Cortes (Flamengo)
Foto - Marcelo Cortes (Flamengo)
Por Wilson Baldini Jr.

Com mais de 65 mil torcedores, o Flamengo goleou o Juventude, por 4 a 0, nesta quarta-feira, em Brasília, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Detalhe: os quatro gols foram de cabeça. No segundo tempo, Everton Cebolinha fez sua estreia e até contribuiu com uma assistência.

Com o resultado, o Flamengo se aproxima dos líderes, ao alcançar os 27 pontos. Já o Juventude é o lanterna da competição com apenas 13 pontos ganhos.

O primeiro tempo foi totalmente do Flamengo. Com passes rápidos, muita movimentação e ‘fome’ de gols, o time da Gávea não deu chance ao Juventude e em 17 minutos de jogo o placar já era de 3 a 0.

Continua após a publicidade

Todos os gols tiveram o mesmo formato. Cruzamento da direita e aproveitamento de cabeça. O que mudou foram os protagonistas. No primeiro, aos cinco minutos, Arrascaeta cruzou para Pedro abrir o placar. Aos 12, foi a vez de Everton Ribeiro servir o centroavante: 2 a 0.

O Flamengo continuou avassalador e o terceiro gol saiu aos 17, após uma mudança de funções. Gabriel Barbosa caiu pela direita e cruzou para Everton Ribeiro marcar. Em todos os gols a zaga gaúcha foi mal no posicionamento.

Com a enorme desvantagem, o técnico Umberto Louzer fez duas alterações, aos 22 minutos, na busca de mudar taticamente o time e motivar o grupo. O Flamengo diminuiu o ritmo e passou a ficar mais tempo com a bola no pé. Quando o Juventude pensou em tentar fazer alguma coisa na partida, Jadson foi expulso, aos 37, após falta por trás em Gabriel, além de um forte empurrão. O atacante do Flamengo também foi punido com o amarelo.

Continua após a publicidade

O segundo tempo começou com uma nova atração. O estreante Everton Cebolinha fez sua estreia no Flamengo, ao substituir Pedro. O atacante entrou com muita vontade, ansioso, mas errou várias jogadas.

Apesar da menor intensidade, o Flamengo criou chances com Vitinho, Gabriel, Arrascaeta. Mas é preciso destacar também a coragem do Juventude, que não abusou da violência e, mesmo com um jogador a menos, procurou atacar o adversário. Elton levou perigo para Santos, aos 18 minutos.

O grande público presente ao Mané Garrincha – segundo maior público do Brasileirão – sentiu a diminuição do interesse do Flamengo pela partida e pediu “mais um”. A equipe rubro-negra acordou e quase saiu o quarto com Everton Ribeiro, aos 28 minutos.

Mais preocupado com a intensa sequência de jogos que se aproxima, o técnico Dorival Jr. trocou de uma vez Everton Ribeiro, Gabriel Barbosa e Arrascaeta por Matheus França, Lázaro e Victor Hugo. Mesmo assim, as chances continuaram a surgir. Cebolinha, aos 39, por pouco não fez o primeiro gol em seu novo time.

Mas no minuto seguinte, o estreante fez ótimo cruzamento pela esquerda para nova cabeçada certeira, desta vez, de Lázaro: 4 a 0. Festa no Mané Garrincha, que voltou a vibrar, aos 45, com David Luiz salvado gol de Guilherme Parede praticamente em cima da linha.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 X 0 JUVENTUDE

FLAMENGO – Santos; Rodinei, David Luiz, Léo Pereira e Filipe Luís; Thiago Maia, Gomes (Vitinho), Everton Ribeiro (Matheus França) e Arrascaeta (Victor Hugo); Gabriel Barbosa (Lázaro) e Pedro (Everton Cebolinha). Técnico: Dorival Jr.

JUVENTUDE – César; Rodrigo Soares, Thalisson Kelven, Rafael Forster e Moraes; Yuri Lima (Jean), Jadson, Paulo Henrique (Guilherme Parede) e Marlon (Elton); Ricardo Bueno (Pitta) e Edinho (Capixaba). Técnico: Umberto Louzer.

GOLS – Pedro aos 5, 12 e Everton Ribeiro aos 17 minutos do primeiro tempo. Lázaro aos 40 do segundo.

ÁRBITRO – Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG).

CARTÕES AMARELOS – Gabriel Barbosa, Ricardo Bueno, Jadson, Léo Pereira, Pitta, Elton e Thiago Maia.

CARTÃO VERMELHO – Jadson.

RENDA – R$ 3.642.229,50.

PÚBLICO – 65.392 torcedores.

LOCAL – Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

(Conteúdo Estadão)