28 de junho de 2022
Ironia

Com imagem de uma arma escondida em bíblia, Weintraub ironiza caso de Ribeiro

Ex-ministro da educação debochou do episódio ocorrido a Milton Ribeiro em suas redes sociais
Ex-aliado do governo Bolsonaro, Weintraub passou a realizar uma série de críticas. Foto: Agência Brasil
Ex-aliado do governo Bolsonaro, Weintraub passou a realizar uma série de críticas. Foto: Agência Brasil

O ex-ministro da Educação e pré-candidato ao governo paulista Abraham Weintraub (Brasil 35) ironizou, em suas redes sociais, o caso do seu substituto no comanda da pasta, Milton Ribeiro, que disparou acidentalmente uma arma de fogo no Aeroporto Internacional de Brasília nesta segunda-feira, 25.

“Devia utilizar as novas Bíblias compradas pelo esquema pastores/MEC”, publicou Weintraub, citando os escândalos de corrupção apresentados em série de reportagens do jornal O Estado de S. Paulo. Na publicação, Weintraub anexou a imagem de uma bíblia com uma arma escondida em seu interior.

Uma funcionária da Gol Linhas Aéreas foi atingida por estilhaços e teve ferimentos leves após o disparo acidental de Ribeiro. O ex-titular do MEC foi levado à Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal para prestar depoimento sobre o ocorrido.

Continua após a publicidade

“O Presidente disse que colocava a cara no fogo pelo Milton. Eu não colocaria meu dedo mindinho”, completou Weintraub.

Ex-aliado do governo Bolsonaro, Weintraub passou a realizar uma série de críticas ao Executivo devido suas alianças com Centrão, e principalmente após decidir ir contra os planos do Planalto e anunciar sua pré-candidatura ao governo de São Paulo, Estado onde o Executivo decidiu apoiar a pré candidatura do ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos). (Por Matheus de Souza/Estadão Conteúdo)