23 de abril de 2024
Publicado em

Violência, notas de repúdio e o medo espalhado pelas torcidas organizadas

Lateral Dudu foram um dos jogadores machucados no Fortaleza
Lateral Dudu foram um dos jogadores machucados no Fortaleza

Jogadores do Fortaleza foram atacados por vândalos que uma torcida organizada do Sport após jogo pela Copa do Nordeste. Torcedores de Goiás e Vila Nova trocam socos e quebram ônibus em terminal de Aparecida de Goiânia. Jogadores do Corinthians são agredidos dentro do centro de treinado após eliminação. Tiros entre a Galoucura e a Máfia Azul nas proximidades do Mineirão. E por aí vai a rotina de violência pelo Brasil.

Na sequência dos crimes surgem as famosas e sem nenhum efeito prático, notas de repúdio por parte da CBF, Federações, Clubes e outros seguimentos do futebol. Só que dois dias depois a vida segue normal e sem ninguém sendo punido. A expectativa fica para saber quem serão as próximas vítimas.

O sentimento que fica é que a polícia e autoridades com poder de decisão, possuem medo das torcidas organizadas que pintam, bordam, batem, dão tiro, matam e espalham o medo na sociedade. Já passou da hora de alguém com pulso tomar uma decisão.

Os dirigentes, muitos deles fazem neste momento ‘cara de paisagem’. Já que de forma indireta e alguns de forma bem direta, alimentam essas torcidas. Ingressos, camisas e vários outros tipos de benefícios.

Mas existem pessoas boas dentro das organizadas. Eu até concordo com essa afirmação, mas esses que no momento parecer ser poucos, ao permanecerem em um ambiente assim, só colaboram para que os maus possam ganhar mais força e com isso espalhar a violência no futebol.