10 de agosto de 2022
Publicado em

Prometido para outubro do ano passado, trecho do BRT Norte-Sul deve ser entregue no primeiro semestre de 2023

BRT Norte-Sul (Foto: Divulgação)
BRT Norte-Sul (Foto: Divulgação)

Com promessas para entregar o trecho 2 do BRT Norte-Sul no aniversário de Goiânia de 2021, o BRT Norte-Sul da capital não deve sequer ser entregue este ano. Fontes ouvidas pelo Diário de Goiás na Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) avaliam que uma hipótese razoável é de que o trecho que liga o Terminal Isidória ao Recanto do Bosque seja inaugurado para a população no primeiro semestre de 2023.

O trecho 1 que vai do Terminal Cruzeiro ao Terminal Isidória, prometido para 2022, sequer há prazo para ser lançado e sua inauguração praticamente já foi descartada por técnicos ouvidos pelo Diário de Goiás durante a gestão encabeçada pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos). A empresa que tocava os trabalhos abandonou a obra e uma nova licitação deverá ser feita, que não tem data para acontecer. A obra que iniciou na gestão do finado  prefeito Paulo Garcia (PT), deve completar uma década sem que seja concluída. 

Para o trecho 2, ainda há um longo caminho a ser percorrido, mas as arestas são menores. O trecho da Praça Cívica que há pouco estava parado, recebeu liberação do Iphan para que as obras continuem. As plataformas estão a todo o vapor e tudo deverá ser resolvido já nos próximos meses para que dentro do primeiro semestre de 2022 tudo seja entregue. Apesar disso, ninguém quer cravar uma data.

Continua após a publicidade

Pegou mal a promessa de entregar a obra ainda no aniversário de Goiânia em 2021. A população, mais interessada em ver os ônibus rodando no trajeto, é a que mais cobra. Sem que haja previsão para que o BRT possa ter sua operação iniciada, fica a expectativa da população para que no próximo dia 22, o Terminal Isidória, também prometido inicialmente para o aniversário da capital do ano passado, volte a operar após quase três anos parado.