25 de junho de 2022
Publicado em • atualizado em 31/05/2022 às 09:32

Candidato de Bolsonaro, Vitor Hugo será o “coringa” da eleição e polariza com Caiado

Presidente do Instituto Verus, Luiz Felipe Gabriel afirmou que as pré-candidaturas de Gustavo Mendanha (Patri) e Marconi Perillo (PSDB) tendem a desidratar
Presidente do Instituto Verus, Luiz Felipe Gabriel
Presidente do Instituto Verus, Luiz Felipe Gabriel

Com o apoio estabelecido do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) a pré-candidatura do deputado federal ao Governo de Goiás, Major Vitor Hugo (PL) tende a se estruturar e o bolsonarista deverá ser o grande “coringa” da eleição polarizando a disputa com o governador Ronaldo Caiado (União Brasil). Essa é a avaliação do presidente do Instituto Verus, Luiz Fernando Gabriel, em entrevista exclusiva ao blog.

Para Gabriel, as pré-candidaturas de Marconi Perillo (PSDB) – caso ela se confirme – e do ex-prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha (PATRIOTA), deverão ir perdendo fôlego à medida que o período eleitoral avança. Na contramão, o pré-candidato do presidente da República, Jair Bolsonaro, Major Vitor Hugo tende a crescer e na opinião do especialista caminhará será o nome que polarizará a disputa com o governador Ronaldo Caiado.

“Ele é o coringa da eleição”, crava Gabriel sobre Major Vitor Hugo. “Como o eleitor do Bolsonaro está mais energizado e instrumentalizado, tá na rua mordendo. Buscando convencer o eleitorado. Esse eleitorado vai estar votando no Major Vitor Hugo. Esse núcleo mais forte do Bolsonaro que eu diria que é 10%, 15% da população. Ele não tem como ter menos de 15%, esquece. Em Goiás, o desempenho de Bolsonaro é melhor do que o nacional, está acima da média”, explica.

Continua após a publicidade

Felipe pondera que o candidato de Bolsonaro deverá ganhar força gradativamente. “O Major Vitor Hugo vai subir e eu não sei onde ele vai parar. Com isso, eu acho que tendem a desaparecer as candidaturas. Eu acho que a polarização vai ser entre Major Vitor Hugo e Caiado. O bolsonarista mais radical vai xingar o Caiado que nem ja xingou, mas o Caiado politicamente é aliado de Bolsonaro, não de Lula. Ele está numa situação estranhamente confortável”, contextualiza. Aqui, Gabriel podera sobre o apoio do eleitor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao governador Ronaldo Caiado, para explicar a ‘estranha e confortável’ situação que o democrata está inserido. 

“O eleitor do Lula vai acompanhar o Caiado porque está apresentando uma série de ideias concebidas de mundo que o Caiado está numa posição mais alinhada com o que deseja e se pensa do eleitor anti-bolsonaro. Não estou falando do lulista, estou falando do eleitor anti-bolsonaro. O Caiado atende ele em boa parte, independente dele ser aliado ao Bolsonaro. E ao mesmo tempo, o eleitor radical do Bolsonaro que já não vota no Caiado ele vai se expandir  em cima na base dos outros candidatos. Então por exemplo: se tiver Marconi e Gustavo acho que a tendência é que eles se desidratem no processo. É o que a gente está vendo em todo o lugar: polarização, polarização, polarização”, completa.

Veja a entrevista na íntegra:

Continua após a publicidade

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista político.