25 de junho de 2022
Cidades

Colégio promove a corrida de rua para valorizar o orgulho de viver

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Será realizado neste sábado (23), a primeira corrida de rua promovida por um colégio em Goiânia. Com o tema “Orgulho de Viver Sim”, a proposta da atividade é despertar a valorização da vida na comunidade e ao mesmo tempo aproximar amigos, colegas e famílias. Promovido pelo Colégio Simbios e Bee Sports, a corrida terá percursos de três e seis quilômetros e foca em pais e estudantes de Goiânia.

Segundo a coordenadora pedagógica do Colégio Simbios, Any Rezende, por muitas a vida humana é desvalorizada, tanto por adolescente, jovens ou adultos. Por isso, realizar campanhas continuadas desde o Setembro Amarelo tem sido um dos focos da instituição do ensino.  

Continua após a publicidade

“A vida tem ganhado uma conotação de ser algo banal e para nós não é. Para nós uma das coisas mais bonitas que temos é a nossa vida, é sermos quem somos, é construir nossa identidade. Muitas vezes a desvalorização da vida é grande e resolvemos fazer uma campanha na escola de valorizar algo que é importantíssimo que a vida”, comentou.

De acordo com Any, a ideia da corrida veio para relembrar a todos, pais, estudantes, coordenadores e comunidade, “que o esporte faz parte, é interessante e é bom”.

Para Igor Arantes, sócio da Bee Sports, todas as campanhas, desde o setembro amarelo até o novembro azul, engloba o orgulho de viver a vida. Por isso, uma corrida que promove essa valorização é tão importante para a comunidade.

Continua após a publicidade

E não faltam elogios para a prática da corrida: o professor do Colégio Simbios, Jhonathan Guimarães, lembra que a corrida ajuda no equilíbrio, a enfrentar dificuldades e  ver a vida com menos negativismo.

Outro idealizador do projeto e sócio da Bee Sports, George Noronha, afirma que a corrida é “uma luta entre você e você”, é se autoconhecer. “É muito mais que um esporte”, confirma.  

Provas

Para atrair o público geral e mostrar que a corrida não é só uma competição, mas uma valorização da vida e do esporte, foram criados percursos de pequenas distâncias, inclusive em uma modalidade com revezamento de pais e filhos.

“A ideia do revezamento pais e filhos é justamente para gente tentar unir um pouco mais as famílias. Se estou buscando o orgulho de viver eu preciso de aproximar as famílias porque é nas famílias que a gente abastece as nossas emoções, sejam elas positivas ou não”, comentou Any.  

Para George Noronha, essa pode ser um momento para você se desafiar: “Esse é um momento para você experimentar a corrida. Não é competição. É você se desafiar, estar junto com seus amigos, colegas e familiares. É um momento de união entre as pessoas e todo mundo tendo orgulho de viver sim”.

A estudante Amanda Lorena, de 17 anos, é uma das confirmadas na corrida. Para ela,  corrida é uma forma de mostrar que todos esão juntos a favor da vida. “É um momento de mostrar que nos importamos com a vida um dos outros, que a vida do outro é importante.  A gente vai aprendendo durante o mês de setembro sobre como nossa vida é importante”. Ela completa:

“Infelizmente muitas pessoas não se sentem abraças, amadas e a proposta da corrida é mostrar que estamos todos juntos por uma mesma causa que é a nossa vida e a vida de todos”.

Corrida

A largada e chegada da corrida de rua “Orgulho de Viver Sim serão na Av. Portugal, no Setor Marista, em frente ao Órion Complex. A prova é aberta a qualquer idade a partir dos 12 anos. As inscrições, no valor de R$ 60 podem ser feitas pelo site www.centraldacorrida.com.br até à meia-noite desta terça-feira (19) para quarta (20).

A concentração será a partir das 16h, no local da largada.

Os inscritos na prova terão direito à camiseta da prova, numeração de peito, chip para medição do tempo e medalha. O kit da prova deverá ser retirado na sexta-feira (22), no horário das 10h às 18h, no novo escritório da Unimed, que fica no Órion Complex.

Trajeto

A corrida Orgulho de Viver Sim sairá da Av. Portugal, subira até a Rua 26, depois os atletas irão virar à esquerda na Av T-8, e de novo à esquerda na Rua 27, para logo em seguida pegar a Rua 25-A e depois a Rua 25, entrando em outro trecho da Rua 27 até a T-51. Então os corredores seguem pela Av. T-3, passam pela Rua T-52, até chegar de novo no encontro das Avenidas Mutirão e Portugal.