25 de julho de 2024
Cidades

CMTC pode multar empresas se Citybus deixar de circular, Setransp mantém decisão

A Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC) promete punir as empresas de transporte coletivo da capital caso o Citybus deixe de circular, segundo ameaçaram as detentoras da concessão. O órgão pode fazer valer as penalidades previstas no contrato de concessão, de acordo com a decisão do colegiado da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC). Mesmo com a ameaça da CMTC, o Setransp mantém a decisão de paralisar Citybus a partir deste sábado (13).

Os microônibus, que prestam um serviço diferenciado e mais confortável, tem gerado impasse entre poder público e empresários.

Segundo reportagem do Jornal O Popular desta sexta-feira, “no entendimento dos empresários, como o Citybus é um serviço complementar, não previsto no contrato, as concessionárias só precisam avisar o poder concedente da sua suspensão”.

Mas, para a CDTC, a oferta do serviço se deu por uma deliberação do colegiado o mesmo ato deveria ser feito para que esse serviço deixe de ser oferecido.


Leia mais sobre: Cidades