logomarcadiariodegoias2017

assembleia sindigoiania.jpg

 

A assembleia do servidores da Prefeitura de Goiânia realizada em frente à Câmara Municipal na manhã desta terça-feira (17) foi suspensa. O líder do prefeito no Legislativo, Tiãozinho Porto (PROS) fez compromisso de atender os funcionários públicos e avançar em negociações. Os servidores ameaçam entrar em greve.

Os servidores municipais cobram da Prefeitura de Goiânia o pagamento da data-base 2017/2018; cumprimento de planos de carreira; pagamento das diferenças salariais; pagamento do piso salarial dos professores e adicional de 30% dos auxiliares;

Os funcionários públicos da Prefeitura de Goiânia ainda cobram a aplicação de regras de progressões funcionais; fornecimento de equipamentos de proteção individual; pagamento de taxas de insalubridade e periculosidade; contratação de mais médicos e professores; aquisição de novas ambulâncias para a saúde; pagamento de vale alimentação justo; fornecimento de uniformes/fardamento.

O Diário de Goiás acompanhou de perto a assembleia dos servidores. Veja o vídeo:

<>

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH