logomarcadiariodegoias2017

Marconi Perillo reproducao you tube.jpg

 

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) foi convocado por vereadores para prestar depoimento na Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga irregularidades na Saúde Pública de Goiânia. O pedido foi feito pelo vereador Paulo Daher (DEM). O depoimento está previsto para às 8h30 da próxima sexta-feira (20), na sala das Comissões da Câmara.

 A justificativa apresentada no requerimento é que o governo estadual teria feito investimentos de forma insuficiente, o que acabou sobrecarregando o sistema de saúde da capital.

Paulo Daher justificou que Goiânia hoje tem cadastradas no Sistema Único de Saúde (SUS) cerca de 4,5 milhões de pessoas, mas a cidade só tem 1,4 milhão de habitantes.

De acordo com dados levantados pelo vereador, em 2017, foram feitos mais de 1,7 milhão de atendimentos nas unidades da secretaria municipal de Saúde. Foram 145 mil internações, sendo que metade delas de pacientes do interior, e 13,5 mil internações em UTIs, com 60% delas de pessoas vindas de outros municípios goianos.

Ao Diário de Goiás, a vereadora Dra Cristina disse que a convocação do ex-governador não seria necessária, e que seria melhor convidar o secretário de Saúde, Leonardo Vilela, pois poderia apresentar esclarecimentos. A parlamentar entende que a Saúde foi o maior legado deixado pelos governos de Perillo.

Iris

Pela Lei Orgânica e regimento interno da Casa, o prefeito não pode ser convocado em uma Comissão Especial de Inquérito. O prefeito já foi convidado para prestar esclarecimentos.

Questionamento

Na última sexta-feira (13), a secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué reclamou da quantidade de pacientes do interior do Estado que buscam atendimento na capital, sem que as prefeituras repassem o valor dos procedimentos. A presidente do COSEMS, Gercilene Ferreira, apresentou números rebatendo os dados de Fátima Mrué.

O vereador Jorge Kajuru (PRP) também apresentou requerimento pedindo explicações à secretária municipal de Saúde, Fátima Mrué, sobre nota enviada pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Goiás (COSEMS), questionando afirmações feitas por Fátima.

A CEI aprovou, ainda, requerimentos de autoria da vereadora Dra Cristina (PSDB), solicitando uma visita ao COSEMS e o envio, por parte dele, da lista de serviços incluídos na pactuação das secretarias de Saúde do interior com a capital.

Até o fechamento desta reportagem, nós não conseguimos contato com a assessoria do ex-governador Marconi Perillo.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH