logomarcadiariodegoias2017

Presidente da Assembleia, José Vitti. (Foto: Divulgação)
jose vitti alego 3.jpg

O presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), alcançou marco histórico na produção legislativa da Casa, que foi apontada em novembro do ano passado, em pesquisa nacional publicada pela Folha de S. Paulo, como a mais eficiente e de menor custo entre todos os legislativos do país. 

Depois de votação no plenário do Legislativo goiano, o governo estadual sancionou a Lei no. 20.000, que dá a denominação de Edson Cardoso Cruvinel ao trecho da rodovia GO-220, que liga Planalto Verde, distrito de Caiapônia, ao município de Montividiu, na região sudoeste de Goiás. 

A Governadoria sancionou um total 20 mil leis ordinárias entre 1947, ano em que a Assembleia Legislativa de Goiás formalmente retormou suas atividades regulares, e 2018. 

Com o fim do Estado Novo, em 1945, e a promulgação da Constituição de 1946, o Poder Legislativo foi restabelecido em todo o país. 

Em Goiás, com o afastamento de Pedro Ludovico Teixeira, que foi interventor desde 1930, o engenheiro Jerônymo Coimbra Bueno foi eleito governador. As informações constam do livro "O Legislativo em Goiás", do professor Francisco Itami Campos.

Foi exatamente o governador Coimbra Bueno que sancionou a primeira lei do atual ciclo de legislaturas: a Lei nº 01, de 30 de setembro de 1947, que dispôs sobre nova redação dada ao § 2º, artigo 2º , do Decreto-lei nº 841, de 21 de janeiro de 1947.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH