logomarcadiariodegoias2017

Captura de Tela 2018-03-22 às 10.49.59.pngSÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma quadrilha que manipulou mais de R$ 200 milhões em créditos tributários é desarticulada pela Polícia Federal e servidores da Receita Federal nesta quinta-feira (22).

Foram emitidos quatro mandados de prisão temporária e 14 de busca e apreensão.

A operação Manigância -referência à técnica ilusionista que faz um objeto desaparecer de um local e aparecer em outro- acontece nas cidades paulistas de Cotia, Salto de Pirapora, São Caetano do Sul, Bragança Paulista e na capital São Paulo, além de Florianópolis (SC).

A estimativa da PF é que o grupo manipulou mais de R$ 200 milhões em créditos tributários e que R$ 64 milhões foi efetivamente desviado pelo grupo.

A fraude, segundo a Receita Federal, era realizada por empresas que prestavam consultoria, oferecendo créditos tributários retirados de terceiros e repassando esses valores para clientes que contratavam os serviços.

Para a operação ser efetivada a quadrilha contava com a participação de uma analista-tributária da Receita Federal e de um falso auditor-fiscal.

A investigação da PF começou em dezembro de 2016 e constatou que uma servidora da Receita fazia alterações nos sistemas de informação do órgão para modificar a titularidade de créditos tributários.

Os créditos tributários fraudulentos eram usados para suspender os débitos das empresas que participavam do esquema ou eram usados para solicitar a restituição, em dinheiro, do recolhimento tributário.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH