logomarcadiariodegoias2017

USE Goianesia Foto Wagnas Cabral.jpg

A primeira agenda do governador na visita que realizou, na manhã desta terça-feira (20), a Goianésia ocorreu na USE - Unidade de Saúde Especializada, denominada Segundo Braoios Martines. Marconi e comitiva visitaram a unidade, um centro de diagnóstico de média e alta complexidades e orientação terapêutica, que reunirá 21 especialidades médicas para atendimento aos pacientes encaminhados pela rede básica de saúde.

"Esses diagnósticos não precisarão mais ser feitos em Goiânia. Haverá espaço para a construção de Centros Cirúrgicos numa segunda etapa. Mais adiante vai surgir o Hospital de Cirurgias", declarou o governador, acrescentando que as USEs vão oferecer serviço de saúde especializada e descentralizada em Goiás.

Outras cinco USEs, que estão em fase adiantada de construção, também serão entregues este ano em Formosa, Posse, Goiás, Quirinópolis e São Luís de Montes Belos. Já a Rede Credeq será ampliada com as unidades de Morrinhos e Caldas Novas, que também ficarão prontas este ano.

As USEs, com uma área média construída de mais de três mil metros quadrados, contarão com cerca de 23 consultórios para atender, inicialmente, especialidades de cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, ginecologia e obstetrícia de alto risco, mastologia, neurologia, oftalmologia, pneumologia, urologia, ortopedia, pediatria, anestesiologia, radiologia e endoscopia. A estimativa é de que a USE Goianésia realize 11 mil consultas por mês no auge de sua capacidade operacional.

Além disso, haverá atendimento de enfermagem, serviço social, psicologia, fisioterapia, terapia ocupacional, nutrição, fonoaudiologia e farmácia. A Secretaria de Saúde prepara o chamamento público para efetuar contratos de gestão, com previsão de concluir as etapas formais em maio ou começo de junho.

Cada USE possui 13 salas para realização de exames como tomografia, ultrassonografia, raios x, análises clínicas, endoscopia, teste ergométrico, ecocardiografia, colonoscopia, eletrocardiograma, eletroencefalografia e eletroneuromiografia (exames neurológicos); espirometria, holter, teste ergométrico, urodinâmica e cistoscopia. A capacidade da USE Goianésia é de até 25 mil exames por mês.

Obras de saneamento - Na mesma solenidade, o governador Marconi Perillo inaugurou as obras de ampliação dos sistemas de água tratada e esgotamento sanitário de Goianésia. Com investimento de R$ 8,6 milhões, o Sistema de Esgotamento Sanitário recebe 66 quilômetros de rede coletora, beneficiando quase 8 mil habitantes, num total de 1.900 novas ligações.

A Saneago também está ampliando a Estação de Tratamento de Água do município e implantando quase 45 mil quilômetros de rede de distribuição de água tratada, estendendo o benefício para mais 1.900 famílias. Nessas obras de ampliação, o valor investido foi de R$ 3,5 milhões.

Na ocasião, o governador também assinou a Ordem de Serviço que autoriza a Saneago a construir a nova estação de captação de água bruta para o abastecimento público de Goianésia. A nova captação, no Rio do Peixe, vai aumentar a produção de água tratada no município em 247 litros por segundo.

O investimento, no valor de R$ 16,5 milhões, será destinado também à implantação de três elevatórias de água bruta e uma adutora de grande porte, com 18 quilômetros de extensão.

Segundo o presidente da Saneago, Jalles Fontoura, as obras para a captação de água já foram iniciadas. Elas ficam a 12 quilômetros de Goianésia. "A cidade pode continuar crescendo porque não vai faltar água", garantiu. 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH