24 de maio de 2024
Leandro Mazzini

Chalita é esperança do PMDB na Esplanada

Esboça-se no Planalto um cenário para Fevereiro: Aloizio Mercadante na Casa Civil. Para seu lugar, no Ministério da Educação, vai o deputado federal Gabriel Chalita, da cota do PMDB e apadrinhado pelo vice Michel Temer. Assim, o PMDB resolve duas situações: tira Chalita do caminho de Paulo Skaf, e emplaca o presidente da Fiesp candidato ao governo de SP. E Com uma pasta importante, o PMDB abre caminho para Dilma ceder ao PROS (irmãos Gomes, do Ceará) o Ministério da Integração ou Portos. Chalita e Temer viajaram em agenda oficial pela Ásia e não se descolaram.


O bagrinho político…

É balela , para a cúpula do PMDB, o filho de José Alencar, o empresário Josué, ganhar o Ministério do Desenvolvimento Econômico no lugar de Fernando Pimentel.

…e o tubarão

‘O cara acabou de chegar ao partido, é cristão novo’, explica um pemedebista de 40 anos de partido. Josué é conselheiro da Petrobras, por indicação do falecido pai.

Saldo da campanha

A ideia de Josué num ministério é da turma que almeja Pimentel no Governo de Minas. Sonham que, a exemplo do pai, Josué deposite alguns milhões na conta do partido.

Aécio x FHC

A descriminalização das drogas será tema delicado na campanha do PSDB, caso Aécio Neves seja o candidato. Ao contrário do ex-presidente Fernando Henrique, que abertamente defende a descriminalização do pequeno usuário, Aécio é contra, explica: ‘FH está acima do partido, e não se pode cercear este debate, mas não é possível concordar com tudo sobre o que ele diz’.

Grito da caserna!

Os comandantes das Forças estão com os cintos apertados e coturno inquieto com os orçamentos para 2014. Exército, que terá o maior, obterá R$ 5,8 bilhões, mas, segundo o comando, deveria ser R$ 13,2 bilhões. Mas… sempre há contingenciamento.

 

 

Ficção

À Marinha foram reservados R$ 5,5 bilhões, entretanto a Força necessita de R$ 7,7 bilhões, pelos seus cálculos. Já a Aeronáutica, que será contemplada com R$ 4,8 bi, pleiteia R$ 8,8 bilhões. Mas todos sabem que o dinheiro não chegará a um terço disso.

Batalha verbal

Piorou a situação do SindiLegis com Renan Calheiros. Servidores do Senado divulgaram carta de protesto contra ele, que disse preferir os comissionados, pelo custo.

E agora?

Uma pendenga judicial na Câmara: o PSD exonerou comissionado Paulo Fernando Melo, com filiação sindical, porque ele se filiou ao PSDB. O caso vai parar na Justiça

Cine aborto

A bancada cristã no Congresso propagandeia – e convoca – os fieis e eleitores para assistirem ao documentário Blood Money (Dinheiro de sangue), em cartaz num cinema de Brasília neste feriadão. Trata-se a indústria internacional do aborto.

Nem pensar..


Do líder do PT, José Guimarães, irmão do condenado no mensalão José Genoino, deputado licenciado: Ele repete que a Câmara não vai cassar mandato este ano, e acredita que nem no próximo. Na Casa, são quatro mensaleiros na guilhotina.

Marrom de vergonha

Num recente show em Fortaleza, a cantora Alcione quis fazer um afago a Ciro Gomes e o citou ao fim da apresentação. Pela tremenda vaia para o ex-governador, ela ficou Marrom de vergonha ao ver como o atual secretário de Saúde está mal avaliado.

Disputa de poder

Há uma velada disputa entre auditores e analistas da Receita Federal pelo comando da milionária Assefaz, o plano de saúde de cinco carreiras da Fazenda. Com a saída de apadrinhado do PTB, o conselho da fundação é controlado pelos auditores.

Então..

Agora, a turma dos auditores quer mudar o estatuto da Assefaz para tirar do comando das gerências regionais País adentro os analistas, que são maioria, eleitos por voto.

Nas redes

Siga a coluna no Twitter (@colunaesplanada) e no Facebook (Coluna.Esplanada). Acompanhe em nosso site fotos de Evandro Teixeira e charges de Aliedo.

Ponto Final

E a presidente Dilma jogou água no chope da festa dos municipalistas, vetando a criação das novas cidades aprovadas no Congresso.

________________________________________

Com Maurício Nogueira, Luana Lopes e Equipe DF e SP


Leia mais sobre: / / Leandro Mazzini

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .

Recomendado Para Você

Leandro Mazzini

Pizzolato na Papuda

Leandro Mazzini

A blindagem do juiz Sérgio Moro