25 de junho de 2024
Eleições 2012

CERES/ Juiz nega cassação de Maria Ines e indigna-se com uso do nome do governador

O juiz eleitoral de Ceres, Lázaro Alves, julgou improcedente a representação oferecida pelo Ministério Público Eleitoral contra a prefeita eleita de Ceres, Maria Ines (PT), e contra o prefeito Edmário Barbosa em virtude de doações dos Lotes do Setor Residencial Primavera, no primeiro semestre.A denúncia requereu a cassação do diploma da candidata eleita. E mais do que isso, o juiz indignou-se com possível pressão política.

Os advogados Edilberto de Castro Dias, Colemar Moura e Raphael Sales, na defesa da prefeita eleita, alegaram que não houve qualquer benefício à candidata eleita.

CLIQUE AQUÍ E ACESSE A SENTENÇA COMPLETA

O juiz entendeu que a doação de lotes é um programa contínuo da prefeitura da Cidade. Ademais, não reconheceu qualquer benefício à candidata eleita Maria Ines.

Indignação

Além de sentenciar, o juiz Juiz Lázaro Alves fica indignado com advogado da coligação da candidata Vanda Melo que teria usado o nome do governador Marconi Perillo para intimidar a justiça eleitoral.

VEJA O TRECHO DA SENTENÇA

 

 

 


Leia mais sobre: Eleições 2012

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .