24 de junho de 2024
Economia • atualizado em 14/10/2021 às 16:24

Celg T é vendida por quase R$ 2 bilhões, com ágio de 80%

Governador Ronaldo Caiado bate martelo em leilão da Celg T. (Foto: Divulgação)
Governador Ronaldo Caiado bate martelo em leilão da Celg T. (Foto: Divulgação)

A Celg Transmissão (Celg T) foi vendida nesta quinta-feira (14) por R$ 1,977 bilhão. A companhia, que pertencia à Celg Participações (CelgPar), foi arrematada pela Pequena Central Hidrelétrica, do grupo EDP Brasil, em leilão na B3, em São Paulo.

O valor de R$ 1,977 bilhão representa um ágio de 80,1%, acima do que era esperado pelo governo de Goiás. O valor mínimo era de R$ 1,1 bilhão. Também fizeram propostas a MEZ T3 Transmissora de Energia Elétrica Ltda. (R$ 1,535 bilhão); Cymi Construções e Participações S.A. (R$ 1,6 bilhão) e Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (R$ 1,504 bilhão).

“Fez uma aquisição vantajosa e rentabilizará a carteira de ativos da companhia. A companhia Celg T passou por uma rigorosa gestão, tendo duas estratégias principais: a redução dos custos e a maximização da receita. É uma aposta consolidada e segura. É uma companhia vocacionada ao sucesso”, disse o presidente da Celg T, José Fernando Navarrete.

O governador Ronaldo Caiado disse, durante o evento, que o valor será utilizado no déficit previdenciário do estado.

Veja o leilão da Celg T na íntegra

Quem é o grupo EDP

A EDP Brasil é uma holding que atua setor elétrico e pertence a empresários portugueses. A empresa tem investimentos em ativos de geração, distribuição, transmissão e comercialização em 11 estados.

A nova proprietária da Celg T está presente em: São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Amapá, Pará, Maranhão, Ceará, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

De acordo com a empresa, no terceiro trimestre de 2021, foram registrados 6.446 GWh em volume de energia distribuída. O número representa um aumento de 4,2% ante igual período de 2020, de acordo com a prévia operacional divulgada pela companhia na noite desta quarta-feira (13).

Ativos da Celg T

A Celg T nasceu após cisão da Celg GT. A empresa tem três concessionárias de transmissão, além de 755 quilômetros de linhas e 12 subestações próprias. Os números representam uma receita anual permitida de R$ 216,4 milhões.


Leia mais sobre: / Destaque / Economia