28 de junho de 2022
Política

CEI da Enel é prorrogada por 120 dias na Câmara de Goiânia

Vereadores apresentaram requerimento para criação de CEI da Enel. (Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia)
Vereadores apresentaram requerimento para criação de CEI da Enel. (Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia)

A Câmara Municipal de Goiânia prorrogou por 120 dias a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Enel. A prorrogação foi aprovada por maioria de votos dos vereadores nesta terça-feira (5).

A CEI da Enel investiga irregularidades na prestação de serviço da empresa. O pedido para ampliar o prazo da comissão vem num momento que vários bairros da capital sofrem com quedas constantes e duradouras de energia.

A prorrogação foi proposta pelo presidente da CEI da Enel, vereador Mauro Rubem (PT). “As razões são mais do que evidentes. Todos nós estamos vendo o drama que Goiânia passou. Mais da metade da cidade ficou sem energia. Há bairros em que a energia acabou na sexta-feira e hoje, terça-feira, ainda não retornou”, disse.

Continua após a publicidade

O parlamentar citou o Setor Gentil Meireles como exemplo. “O povo de Goiânia está sofrendo com o serviço de baixa qualidade prestado pela Enel. Essa empresa não está preparada pra cumprir o contrato de concessão que ela assumiu.” 

Próxima etapa da CEI da Enel

Segundo Mauro Rubem, a próxima etapa da CEI da Enel consistirá em ouvir a empresa. Entre os pedidos da comissão estarão a apresentação de um plano de trabalho para evitar apagões, além de restabelecimento rápido do serviço. Os parlamentares também cobrarão explicações para as quedas recentes.

” Veremos o cumprimento do contrato de concessão. É função da Câmara Municipal fazer uma fiscalização dura para que o povo de Goiânia não passe pelo sofrimento e por perdas, inclusive financeiras”.

Continua após a publicidade

Composição

A CEI da Enel foi instalada na Câmara no dia 13 de maio. O vice-presidente é o vereador Juarez Lopes (PDT). O relator é Ronilson Reis (Podemos). Os demais integrantes são Bruno Diniz (PRTB), Leandro Sena (Republicanos), Leia Klébia (PSC) e Geverson Abel (Avante).

Nesta terça-feira, a comissão ouve o professor Gilberto Carlos Cervinski, especialista em energia e sociedade no capitalismo contemporâneo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).