24 de maio de 2024
Federação PSDB-Cidadania

Candidatura de Marconi Perillo ao governo “vai causar uma revoada” na base governista, diz presidente do Cidadania em Goiás

"Quando uma candidatura é competitiva, ela tem um poder de atração muito grande", afirmou o novo presidente do Cidadania em Goiás
Para Gilvane Felipe, a formação de chapa do Cidadania para deputado estadual e federal será um processo "muito complexo" (Foto: Reprodução)
Para Gilvane Felipe, a formação de chapa do Cidadania para deputado estadual e federal será um processo "muito complexo" (Foto: Reprodução)

A possível candidatura do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) ao Palácio das Esmeraldas “vai causar uma revoada” na base do governador Ronaldo Caiado (União Brasil), segundo o novo presidente do Cidadania em Goiás, Gilvane Felipe. “Quando uma candidatura é competitiva, ela tem um poder de atração muito grande”, afirmou, em entrevista ao Diário de Goiás, nesta quinta-feira (07/07).

Felipe destaca o potencial de voto que o tucano possui. Apesar de não ter confirmado a pré-candidatura ao Governo ou mesmo ao Senado Federal, ele se posiciona bem na disputa pelo Palácio das Esmeraldas. “Mesmo não tendo se declarado candidato, ele se encontra em várias pesquisas em segundo lugar. Na opinião do novo Cidadania, Marconi Perillo tudo para sair vitorioso.”

LEIA TAMBÉM: Hélio de Sousa diz não ter dúvidas que Marconi Perillo irá confirmar pré-candidatura ao Governo

Apesar de Marconi Perillo ter seu nome praticamente dado como certo na disputa pelo governo estadual, ainda existe a possibilidade de ele tentar uma vaga de senador. A definição ocorrerá no dia 16 de julho, durante evento com a militância do PSDB.

De acordo com Gilvane Felipe, Marconi Perillo tem mantido conversas com diversos pré-candidatos a senador, que, hoje, estão na base caiadista. Luiz do Carmo é um deles. “Tem muito mais além dele”, frisou.

NÃO DEIXE DE LER: Marconi Perillo irá anunciar candidatura em evento no próximo dia 16

“O PSD [do presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira] ainda não bateu o martelo. É um partido grande, com lideranças importantes. Marconi Perillo com certeza está atento a isso”, complementou.

Gilvane diz que Marconi Perillo conversa com ‘muita gente’ que está na base. Luiz do Carmo foi um deles… (Foto: Divulgação/Assessoria Luiz do Carmo)

Recém-empossado no comando do diretório do Cidadania em Goiás para respeitar a aliança definida a nível nacional por meio de uma federação, Gilvane Felipe também declarou que o partido não reivindica necessariamente um espaço na chapa majoritária. “Chegamos para ajudar, e defendemos que Marconi Perillo tenha liberdade para negociar politicamente essas alianças”.

À frente do partido substituindo o atual vice-governador Lincoln Tejota que migrou para o União Brasil, do governador Ronaldo Caiado, Felipe destaca qual será sua principal missão daqui para frente. “Nossa primeira medida é recolocar o Cidadania ao lado de seus aliados em nível nacional, de oposição ao governo Jair Bolsonaro e aliança em uma federação com PSDB. Não fazia sentido a direção do Cidadania em Goiás ter uma posição destoante, aliada ao atual governador”, pontuou.

Ele explica que esse cenário deve dificultar a formação das chapas para deputado estadual e federal do partido, que precisam ser definidas dentro dos próximos 30 dias. “Será muito complexo”, salienta.


Leia mais sobre: / / Política