28 de junho de 2022
Política

Candidato a prefeito definido pelo PSD, deputado programa atividades para fortalecer disputa

Foto: Arquivo DG
Foto: Arquivo DG

O deputado federal Francisco Júnior (PSD), afirma que planeja atividades para fortalecer disputa caso vá concorrer a prefeitura de Goiânia em 2020. Em entrevista ao Diário de Goiás, esclareceu que “no primeiro momento eu estou muito focado no mandato de deputado federal”.

Continua após a publicidade

“Mas nós  vamos aumentar a nossa movimentação em todos os municípios, não só Goiânia. De forma especial, em Goiânia teremos várias atividades, vamos sentir, vamos dialogar com a sociedade,  com a sociedade organizada, com os bairros e a partir disso, vamos estar nos preparando para 2020”, garante Francisco.

O deputado ainda cita que historicamente o prefeito Iris Rezende é um grande tocador de obras, e que esse é um mérito que ele tem, “mas eu avalio a cidade além das obras”.

Para Francisco é preciso alcançar de forma objetiva a qualidade de vida das pessoas que vivem na cidade. “A discussão não pode ficar apenas no aspecto físico, é importante a infraestrutura, mas nós precisamos ir além. Essa discussão que nós faremos, esse debate que nós queremos promover com a sociedade, ele naturalmente tem o item que são obras, infraestrutura, mas nós também queremos discutir o bem estar da população de Goiânia, como tem vivido nesses 20 anos, o que a cidade tem comunicado para quem vive aqui”, explica.

Continua após a publicidade

Em relação ao enfrentamento com Iris, o deputado afirma que  já disputou uma vez com ele, mas não vê como uma relação de disputa. “Eu não disputo contra alguém esse não é o meu jeito de ser. Mas, caso eu seja candidato no ano que vem eu serei um, com propósito para melhorar a cidade e a vida de quem vive aqui. Eu jamais seria candidato contra A, B ou C, eu penso que todos nós temos que nos esforçar muito para melhorar a cidade”, ressalta.

O parlamentar reforça que as alianças ainda estão sendo firmadas e devem se concretizar apenas na metade do ano que vem. “Essa etapa ainda não começou, isso ainda vai ser definido, essa construção de aliança se inicia no começo de 2020 e se consolida no meio do ano”, finaliza.