26 de maio de 2022
Destaque • atualizado em 27/01/2022 às 09:37

Caiado lidera enquanto Mendanha e Marconi empatam na segunda posição, aponta pesquisa

O trio de protagonistas da eleição em Goiás ao longo de 2022, segundo pesquisa Serpes/Acieg
O trio de protagonistas da eleição em Goiás ao longo de 2022, segundo pesquisa Serpes/Acieg

Primeira rodada da pesquisa Serpes/Acieg divulgada na noite desta quarta-feira (26/01) aponta reeleição do governador Ronaldo Caiado (DEM) nas eleições em 2022. Também dá ânimos a ala tucana haja vista que Marconi Perillo (PSDB) figura empatado com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), que deseja representar o bloco oposicionista no pleito.

Caiado, líder com 37,1% das intenções de voto, seria eleito no primeiro turno. Se as eleições fossem hoje, o ex-governador Marconi Perillo ficaria em segundo com 14,1% das intenções de voto. Gustavo Mendanha, ficaria em terceiro, com 13%. O prefeito de Aparecida, tem tentado se firmar como principal liderança da oposição ao governo do democrata. Terá duro trabalho à frente.

A pesquisa aponta ainda o deputado federal Vitor Hugo (PSL) com 2,6%. Jânio Darrot (Patriota), que não deve mais ser candidato, tem 1,4%. Já Wolmir Amado (PT) tem 0,4%.

Continua após a publicidade

Na espontânea, 74,9% dos eleitores goianos entrevistados disseram-se indecisos sobre o voto. Ronaldo Caiado lidera nesse cenário, com 13,1%. Gustavo Mendanha, por sua vez, aparece com 3,2%. O ex-governador Marconi Perillo tem 2%. Aqueles que dizem que vão anular o voto são 6%.

Foram ouvidos 801 eleitores em vários municípios de diversas regiões de Goiás. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

Senado

Continua após a publicidade

Na pesquisa para o Senado, dois personagens aparecem em destaque e empatados tecnicamente: Henrique Meirelles, do PSD, e Delegado Waldir, do PSL. O primeiro tem 11,1% das intenções de voto, enquanto o segundo, 9%. Trata-se de um empate técnico entre dois nomes que podem integrar a chapa de Caiado. Mas para além da dupla, na oposição, Marconi leva a melhor, com 16,6%.

Leia mais sobre:
Destaque Política