19 de julho de 2024
Internacional • atualizado em 15/11/2023 às 18:38

Caiado e comitiva encerram missão oficial na China e garantem “avanço histórico” para Goiás

O governador deve chegar a Goiás até a próxima sexta-feira (17)
Com agenda em quatro cidades da China, a missão internacional marca um momento histórico de investimentos, modernização e inovação tecnológica em Goiás (Foto: Júnior Guimarães)
Com agenda em quatro cidades da China, a missão internacional marca um momento histórico de investimentos, modernização e inovação tecnológica em Goiás (Foto: Júnior Guimarães)

Após duas semanas de viagem em missão oficial na China, com comitiva liderada pelo governador Ronaldo Caiado, foi “selada” a aproximação entre o estado de Goiás e o país asiático. De acordo com informações do próprio governo, a presença chinesa em solo goiano passará a ter mais projeção com expansão na indústria, acordos comerciais e cooperação técnico-científica.

“Tivemos um avanço histórico, foi extremamente produtivo, superamos todas expectativas. Fechamos acordos que vão gerar emprego e renda, além de garantir parcerias que vão promover a pesquisa e a inovação em Goiás”, ressaltou Caiado sobre a missão oficial na China.

Parceiro comercial estratégico para os goianos, foram 14 dias de compromissos no país asiático em viagem de realce diplomático. A presença do governador no território chinês coroa as diversas ocasiões entre tratativas e encontros promovidos pelo Governo de Goiás, intensificados ao longo do ano, e que atendem à cultura chinesa de diálogo e cultivo de laços bilaterais.

Como saldo, a viagem projeta Goiás para a vanguarda na América do Sul com a instalação da Chint Power, empresa do ramo de tecnologia para armazenamento, conversão e comercialização de energia que será instalada em Itumbiara, no Sul goiano. “Isso tudo em uma fase muito avançada”, afirmou o governador que assinou contrato ao lado da presidência da empresa, em Xangai.

O plano de investimentos será apresentado pelo grupo chinês nos próximos meses. Já nos primeiros dias em território chinês, durante visita às instalações da CMOC, indústria da mineração e beneficiamento de nióbio e fosfato, localizada na província de Henan, Caiado ponderou sobre a necessidade de ampliar a oferta do produto, já explorado nos municípios de Catalão e Ouvidor.

“Demonstramos o interesse para que Goiás seja autossuficiente nesta oferta. Há uma dependência muito grande nessa área por parte do setor produtivo primário”, afirmou. A projeção é a chegada de R$ 3 bilhões de investimentos. Em busca de soluções tecnológicas, o governador esteve na sede da Weichai Group, topo do ranking em produção de motores elétricos.

“Tivemos a oportunidade de avançar na negociação. Estamos tornando Goiás referência em tecnologia ao produzir os melhores produtos em nosso estado, com a possibilidade de abastecer o mercado da América Latina”, disse Caiado após a estadia em Weifang.

Ainda com ênfase em viabilizar melhorias para mobilidade, a comitiva esteve em Shenzhen para visita técnica à sede da BYD, maior fabricante de veículos elétricos do mundo. “É impressionante. Eles têm uma área de pesquisa que é de assombrar. Eles já têm 26 mil patentes registradas e 14 mil aguardando registro”, destacou ao citar que o Governo de Goiás tem investido na eletrificação da frota.

“Vamos iniciar, a partir de janeiro, no Eixo Anhanguera onde os usuários vão ver a qualidade e padrão dessa tecnologia”, afirmou o governador. Uma das maiores empresas de engenharia da China, a CREC, também selou parceria com o Governo de Goiás. Com experiência de já ter construído mais de mais de 20 mil quilômetros de ferrovias e considerada uma referência em grandes obras, a construtora irá enviar uma missão a Goiás para analisar os projetos de obras em desenvolvimento e avaliar uma parceria.

A empresa tem interesse na área da habitação, saneamento, rodoviária e mineração. Ainda no último dia de agenda no país asiático, a comitiva do Governo de Goiás teve reunião com a Associação Sino Brasileira de Mineração (ASBM). A organização trabalha para o intercâmbio entre os países com foco no desenvolvimento tecnológico e na exportação. Luís Guimarães, presidente da ASBM, ressaltou a importância da interlocução com o setor científico da geologia do Brasil e da China.

“Incentivar Goiás a investir na fabricação de produtos manufaturados, advinda da cadeia mineral produzida no estado”, disse. A primeira-dama e coordenadora do Goiás Social, Gracinha Caiado, foi palestrante no Seminário do Desenvolvimento da Era BRICS, em Xangai. Na ocasião, lideranças compartilharam experiências no combate às desigualdades.

“O caminho para a verdadeira superação da pobreza deve ser trilhado com responsabilidade e construído a muitas mãos”, ressaltou ela. Gracinha apresentou um resumo das políticas públicas de Goiás, que obteve o menor percentual de pessoas em extrema pobreza dos últimos sete anos.

“Goiás tem avançado, apresentou uma queda no indicador de extrema pobreza de 2,6% em 2021 para 1,7% em 2022. Este percentual está abaixo da média nacional, que é de 2,8%”, detalhou, ao citar dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para a primeira-dama, o resultado é consequência de um novo olhar para as pessoas em situação vulnerável: “Adotamos o conceito de pobreza multidimensional, que não considera apenas escassez de renda, mas também privações de educação, saúde e moradia”.

Ela destacou iniciativas como Mães de Goiás, Aluguel Social e Programa de Aquisição de Alimentos, juntamente com ações de educação, segurança pública e atração de empresas, para geração de emprego e renda. “Com o apoio aos talentos é que a gente faz a transformação de um país”, acrescentou o governador que também buscou um caminho de parceria para desenvolver ações educativas em Goiás.

Em Pequim, ainda na missão oficial na China, Caiado esteve na Universidade de Tsinghua para tratar convênio com a Universidade Estadual de Goiás (UEG), “Vamos aparelhar todas as nossas escolas com Wifi 6, que é o mais moderno do mundo”, anunciou Caiado. A melhoria para a rede estadual é fruto da visita à Huawei, em Shenzhen. A empresa multinacional de equipamentos para redes e telecomunicações, é líder global de tecnologia de soluções de informação.

Leia também: Portal da Transparência de Goiás conquista segundo melhor resultado no Brasil


Leia mais sobre: Notícias do Estado

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.