24 de maio de 2024
Nova RMTC • atualizado em 02/02/2024 às 23:25

Caiado e prefeitos anunciam investimento de R$ 1,6 bi no Transporte Coletivo da Grande Goiânia

A Nova RMTC (Rede Metropolitana de Transporte Coletivo), demandará investimentos de R$ 1,6 bilhão, dentro de um período de três anos
Governador Ronaldo Caiado. Foto - Altair Tavares
Governador Ronaldo Caiado. Foto - Altair Tavares

A frota do Transporte Coletivo da Grande Goiânia recebe um novo projeto que integra uma série de obras e investimentos anunciados na tarde desta segunda-feira (29), pelo Governador Ronaldo Caiado, junto com as prefeituras de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo, Trindade e Goianira.

A Nova RMTC (Rede Metropolitana de Transporte Coletivo), demandará investimentos de R$ 1,6 bilhão, dentro de um período de três anos, conforme consta na Deliberação nº 11, de 15 de dezembro de 2023, da Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC). De acordo com os representantes, este valor bilionário não acarretará em aumento da atual tarifa paga pelo usuário.

Ao todo, serão investidos no Plano de Ação Imediata (PAI), R$ 210 milhões com as obras, e R$ 1,2 bilhão serão investidos para aquisição de uma nova frota de veículos.

Dentro do projeto, está o programa de recuperação e melhoria dos pontos de ônibus; obras de infraestrutura do Eixo Anhanguera; implantação do BRT Norte-Sul; aquisição do 1º lote da nova frota e o desenvolvimento do Novo Plano Operacional (NPO).

De acordo com o governo, o Eixo Anhanguera terá terminais e estações reformadas até março de 2026. Na primeira fase do projeto já em execução, a estação do Hemocentro, que começou a ser revitalizada no último dia 11 de janeiro deste ano, tem previsão de entrega no mês de julho.

Revitalização

Conforme anunciado pelo governo, a conclusão total da revitalização do Eixo Anhanguera, está prevista para dezembro deste ano. O destaque fica para o Terminal Novo Mundo, onde atualmente são registrados mais de 34 mil embarques por dia.

Dentro da nova reformulação, o local será completamente reformado e ampliado com 122 veículos convencionais Euro VI; 60 modelos Super Padron Euro VI e 18 ônibus elétricos da fase piloto.


Leia mais sobre: / / / / Cidades / Goiânia / Política