20 de maio de 2024
Negligência • atualizado em 23/04/2024 às 16:59

Cachorro morre após companhia aérea transportá-lo a aeroporto de destino errado

COnfira a nota de posicionamento da Go, responsável pelo incidente
O tutor, João Fantazzini, em foto com Joca antes e depois, com o corpo do cachorro, morto após viajar em avião da Gol. (Reprodução/Instagram)
O tutor, João Fantazzini, em foto com Joca antes e depois, com o corpo do cachorro, morto após viajar em avião da Gol. (Reprodução/Instagram)

Um cachorro da raça golden retriever morreu depois que foi levado para o destino errado num voo da Gol Linhas Aéreas. O caso aconteceu nesta segunda (22), quando Joca, o cão que tinha 4 anos de idade, viajaria com seu tutor João Fantazzini do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para Sinop, cidade do Mato Grosso.

Acontece que, por ser um cachorro de grande porte, Joca foi despachado numa caixa adequada, indo no porão junto às malas dos passageiros, o que acontece normalmente. Mas, quando João chegou em Mato Grosso, foi informado de que o seu cachorro não havia viajado no mesmo voo que ele e que foi parar em Fortaleza, no Ceará, do outro lado do Brasil.

De acordo com João, ele chegou a receber imagens e vídeos de Joca no Ceará. Funcionários da Gol chegaram a dar água para o cachorro antes de ele voltar pa Guarulhos, onde teria que ser reenviado para Sinop, mas o tutor optou por voltar para São Paulo e reencontrar seu animal mais rapidamente.

Infelizmento, ao chegar ao Aeroporto Internacional de Guarulhos o cachorro já estava morto. De acordo com João, a morte do Joca foi constatada por uma veterinária, que deu laudo de “parada cardiorrespiratória com causa ainda a ser esclarecida”.

O assunto tem sido um dos mais comentados na internet nesta terça-feira (23), já que tanto João, quanto outra membra da família, Giovanna Fantazzini, publicaram vídeos denunciando o caso nas redes sociais. Um dos vídeos mostra João chorando ao lado do cachorro, já falecido, no Terminal de Cargas do Aeroporto de Guarulhos.

Apesar de não ter se pronunciado publicamente ainda, a Gol Linhas Aéreas confirmou o caso à imprensa e enviou uma nota de posicionamento.

“A Gol lamenta profundamente o ocorrido com o cão Joca e se solidariza com a dor do seu tutor. A companhia informa que o cão Joca deveria ter seguido para Sinop (OPS), no voo 1480 do dia 22/04, a partir de Guarulhos (GRU), porém, por uma falha operacional o animal foi embarcado em um voo para Fortaleza (FOR). Assim que o tutor chegou em Sinop, foi notificado sobre o ocorrido e sua escolha foi voltar para Guarulhos (GRU) para reencontrar o Joca.

A equipe da Gollog na capital cearense desembarcou o Joca e se encarregou de cuidar dele até o embarque no voo 1527 de volta para Guarulhos (GRU). Neste período, foram enviados para o tutor registros do Joca sendo acomodado de volta na aeronave. Infelizmente, logo após o pouso do voo no aeroporto de Guarulhos (GRU), vindo de Fortaleza, fomos surpreendidos pelo falecimento do animal.

A Companhia está oferecendo todo o suporte necessário ao tutor e a apuração dos detalhes do ocorrido está sendo conduzida com prioridade total pelo nosso time. Nos solidarizamos com o sofrimento do tutor do Joca. Entendemos a sua dor e lamentamos profundamente a perda do seu animal de estimação.”


Leia mais sobre: / / / Brasil

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.