23 de julho de 2024
Destaque • atualizado em 17/06/2021 às 08:34

Buscas por “serial killer” Lázaro Barbosa entram no nono dia

Foto: Reprodução/SSP-GO
Foto: Reprodução/SSP-GO

A procura pelo criminoso foragido na região de Edilândia, no interior de Goiás, Lázaro Barbosa Sousa, entrou no nono dia, nesta quinta-feira (17). As Secretarias de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) e do Distrito Federal (SSP-DF) seguem com a realização de uma força tarefa, para capturar o mais rápido possível.

Em entrevista coletiva na noite desta quarta-feira (16), o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, reforçou o empenho da equipe. “Nós estamos apertando cada vez mais o perímetro, nossas unidades estão bem distribuídas”, disse. “Cada um tem o seu dever, cada um tem sua área, está disciplinado, está imbuído pra gente achar ele e tirá-lo rapidamente daqui”, completou.

Lázaro é descrito como uma pessoa “mateira”, que conhece bem a região onde se esconde, o que facilita a fuga do criminoso. No entanto, com o passar dos dias, o secretário afirma que os profissionais empenhados na captura também passam a ter costume com o local. “A gente tá conhecendo cada dia mais tanto a região, o relevo, as peculiaridades, quanto também os padrões dele, a movimentação dele”, disse. 

Esse conhecimento, de acordo com Rodney Miranda, foi o que impediu o triplo homicídio que seria preparado por ele na última terça-feira (16), quando ele levou uma família para a beira do rio e baleou um policial militar. Uma adolescente, integrante da família, pediu socorro por meio do contato telefônico deixado pela equipe.

O secretário reforçou, ainda, que a prioridade, neste momento, é não deixar que Lázaro faça mais vítimas. “Nós temos um roteiro, nós temos objetivos bem claros. O primeiro, maior deles: não deixar ele fazer mais vítimas”, afirmou. “Estamos com recursos firmes, fortes, toda a população está sendo coberta, algumas mais intensamente, porque é onde ele está circulando mais”, garantiu Rodney Miranda.

Fake news

Na noite desta quarta-feira (16) circulou por alguns perfis da internet e nas redes sociais conteúdos afirmando que o criminoso havia sido capturado. No entanto, tudo não passou de um “fake news”. Os fogos ouvidos pela população na grande Goiânia se referiam ao aniversário de 27 anos da Torcida Esquadrão Vilanovense. Na internet, havia comentários de pessoas que acreditavam ser comemoração por uma possível detenção do criminoso.

Casa Invadida

Ainda nesta quarta-feira (16), há informações de que Lázaro teria invadido novamente residências na região à procura de comida. O secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás afirmou que um morador teria visto o criminoso, também na data de ontem. “Um morador o viu, falou para uma das nossas equipes, descreveu ele, descreveu a roupa, que bateu com a roupa e as características físicas que nós temos dele. Viu ele passando, não chegou a interagir com ninguém”, ponderou Rodney Miranda.

Foi encontrada, ainda, uma camiseta suja de sangue nas proximidades onde ele se encontra, na qual há possibilidade de ser do foragido. “Mandei para perícia, mandei para a equipe de DNA, é uma roupa que está na linha do que a gente tá imaginando, por isso está sendo considerada”, afirmou Rodney Miranda.

Entenda o caso

Lázaro Barbosa Sousa é suspeito de cometer, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), um quádruplo latrocínio em Ceilândia no DF e um quinto em Goiás, considerado de alta periculosidade

Conforme informações divulgadas pela polícia, Lázaro invadiu chácaras e atirou em quatro pessoas, além dos policiais, durante os dias de fuga. Antes de se esconder na região de Edilândia (GO), furtou um veículo, no último dia 13, no qual abandonou na rodovia GO-070.

No último dia 9, em Ceilândia (DF), Lázaro teria invadido uma residência familiar e assassinado Cláudio Vidal, de 48 anos, Gustavo Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Vidal, de 15 anos. O corpo da mulher do empresário e mãe das demais vítimas, Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos, foi encontrado no sábado (12), em uma mata próxima à casa da família.

O indivíduo é investigado ainda por balear outras três pessoas, na mesma data (12/06), em Cocalzinho de Goiás e possui um histórico de crimes registrados anteriormente no Distrito Federal e interior da Bahia. Nas redes sociais circulam, ainda, áudios de pessoas que afirmam que o criminoso possui histórico familiar de rituais satânicos.

A SSP-GO afirmou que a força tarefa para captura do suspeito foi criada assim que a pasta tomou conhecimento da ocorrência na região do entorno do Distrito Federal. Durante a ação, um policial militar do Estado foi atingido com um tiro de raspão.


Leia mais sobre: / / / Cidades / Destaque