21 de fevereiro de 2024
Estilo de vida

Buenos Aires aparece como uma das 10 cidades mais baratas para se viver no mundo

Mesmo com Argentina passando por crise, e talvez por este motivo, metrópoles foi citada na lista
Sobre o cenário cultural, em Buenos Aires foram citadas atrações como os shows de tango, o Teatro Colón, as bibliotecas e o bairro de San Telmo, a arte de rua em geral. (Foto: Carlos Nathan Sampaio)
Sobre o cenário cultural, em Buenos Aires foram citadas atrações como os shows de tango, o Teatro Colón, as bibliotecas e o bairro de San Telmo, a arte de rua em geral. (Foto: Carlos Nathan Sampaio)

A cidade eleita como mais barata do mundo para se viver em 2023 foi Damasco, capital da Síria, segundo o Índice Anual de Custo de Vida (WCOL na sigla em inglês). Publicada pela Economist Intelligence Unit, a lista inclui apenas um lugar da América do Sul entre as 10 primeiras: Buenos Aires. E não, isso não quer dizer que Buenos Aires é barata para se viver, mas que está entre as menos caras considerando grandes metrópoles.

Isso por que, mesmo a capital argentina sendo a metrópoles mais barata da América Latina e do Caribe para se morar, especialistas estimam que a inflação possa terminar 2023 em 180% ao ano. Além disso, com a gestão do novo presidente, Javier Milei, seu ministro da economia já afirmou que as coisas no país podem ficar mais difíceis por um tempo.

De qualquer forma, um dos principais motivos por Buenos Aires aparecer na lista é a desvalorização sofrida pelo peso, a moeda do país. Atualmente, quem tem dólares na capital argentina pode conseguir em troca muito mais pesos do que há um ano. A conversão em reais do Brasil, por exemplo, também impressiona: R$ 1 vale quase 75 pesos argentinos.

Mesmo assim, embora a população da capital, e do país em geral, esteja com problemas com o ciclo de inflação, a comparação com o dólar torna Buenos Aires uma cidade relativamente barata em relação às demais da lista.

Apesar de toda a crise e apreensão que que os argentinos tem vivido, além de Buenos Aires estar entre as metrópoles mais baratas para se viver, a cidade também está entre as cinco com melhor cenário cultural do mundo. A revista Time Out fez a pesquisa com mais de 21 mil moradores de diferentes cidades ao redor do planeta para chegar ao seu ranking final, que elegeu a capital da Argentina como a quarta mais “cultural”.

Na pesquisa, os moradores foram questionados sobre os melhores locais e experiências culturais da sua cidade, avaliando a oferta cultural com base na sua qualidade e acessibilidade – cidades que dão descontos em museus e têm festivais gratuitos, por exemplo ganharam pontos nesse quesito.

Para que não sabe, ou conhece pouco, em Buenos Aires foram citadas atrações como os shows de tango, o Teatro Colón, as bibliotecas e o bairro de San Telmo, a arte de rua em geral. Além disso, novamente, os baixos valores cobrados para que as pessoas possam desfrutar de forma justa, e com muita coisa de graça também.


Leia mais sobre: Mundo

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.