29 de maio de 2024
Eleições 2024 • atualizado em 17/01/2024 às 15:54

Bruno Peixoto faz movimento estratégico para reforçar candidatura a prefeito de Goiânia

Virmondes Cruvinel conta que vários líderes de Goiânia começaram hoje um movimento para defender a candidatura de Bruno Peixoto.
Deputados do União Brasil defendem candidatura de Bruno Peixoto e afirmam que ele tem "pegada para gestão" de Goiânia. (Foto: Alego).
Deputados do União Brasil defendem candidatura de Bruno Peixoto e afirmam que ele tem "pegada para gestão" de Goiânia. (Foto: Alego).

Nesta quarta-feira (17), o deputado Virmondes Cruvinel afirmou em entrevista a Altair Tavares que o presidente da Alego teve uma manifestação pessoal de fazer uma pausa estratégica, mas que vários líderes de Goiânia começaram hoje um movimento para defender a sua candidatura. No momento, Bruno Peixoto se reúne com assessores e deputados para a definição de novos rumos. 

“Conversaremos com o Bruno, conversaremos com o governador, com o vice-governador e todos os partidos aliados. Vamos destacar que o nome que agrega na base aliada e que é competitivo para ganhar a eleição em Goiânia é o Bruno Peixoto. Então, as lideranças têm essa compreensão, vamos conversar com ele para que ele possa refletir e seguir nesse rumo”, disse Virmondes.

Vale lembrar que o presidente da Alego afirmou que “está adiando o sonho de ser candidato a prefeito de Goiânia”. A informação foi divulgada pela Rádio CBN, em entrevista de Fernanda Santos, e repercutiva no blog ‘Opinião’, da jornalista Fabiana Pulcineli, no jornal O Popular desta quarta-feira (17). Na entrevista, Peixoto afirmou que iria focar para a disputa do cargo de deputado federal em 2026.

Sobre a fala de Bruno, Virmondes afirma que “pode ser uma posição pessoal, é um momento que cada um também, particularmente, tem uma opção de estar avaliando o cenário melhor”, afirmou. O deputado também destacou a lealdade para com o governador, Ronaldo Caiado (UB). “(Bruno) é um nome no partido União Brasil que o governador tem em um diálogo muito franco e é um nome que vai defender essa unidade dentro do União Brasil com os partidos da base aliada”, conclui Cruvinel.

Virmondes Cruvinel conta que vários líderes de Goiânia começaram hoje um movimento para defender a candidatura de Bruno Peixoto. (Foto: Diário de Goiás).

O deputado Talles Barreto, do União Brasil, relatou que na reunião com Waldir hoje não houve constrangimento. “É uma decisão que tem que ser tomada em coletivo”, disse. Mas reforçou que o governador Caiado “é o comandante”. Ele reforça que o grupo que apoia o presidente da Alego vai esperar a decisão de Caiado, mas continuarão a trabalhar na pré-candidatura.

Candidatura tem ganhado força

Lincoln Tejota afirma que a candidatura de Bruno tem ganhado força. “A prova disso é que, após cada pesquisa, a gente consegue ver o Bruno pontuando, mesmo sendo uma pessoa que nunca foi candidato a prefeito em Goiânia, apesar dele ser de Goiânia e ter sido vereador por Goiânia, e hoje o deputado mais votado da história de Goiás. E a gente está falando que Goiânia está precisando de um líder. Goiânia está carente de bons nomes”, afirmou em entrevista a Altair Tavares.  

Lincoln relembra que, quando deixou de ser vice-governador, o seu projeto era ser candidato a presidente da Assembleia, pegando a presidência da Assembleia, ser candidato a prefeito. “Então eu não tenho dificuldade de dar um passo para trás e apoiar uma pessoa como o Bruno. Ele está fazendo uma gestão acertada, tem fortalecido a Casa, tem fortalecido o Legislativo, tem fortalecido os prefeitos, está fazendo muito mais do que estava proposto. Então, ele (Bruno), está mostrando que ele tem pegada para gestão.

O líder do União Brasil na Alego conta que, apesar de o Bruno estar falando em pausa estratégica, nesse momento muitos incentivam a candidatura dele, e afirma que “não está na hora de falar em recuar”. Ele conclui alegando que o prefeito é eleito por um grupo, principalmente quando tem aderência com a vontade da população. “E isso o Bruno está mostrando que tem. O que a gente tem que fazer agora é adubar essa planta para ela poder crescer e render bons frutos”, conclui.

Pai de Bruno nega recuo

O pai de Bruno Peixoto, Sebastião Peixoto, afirmou em entrevista a Altair Tavares, que a fala de Bruno também o pegou de surpresa, mas nega que o filho tenha “abandonado o sonho”. “É muita pressão, por ele ser amigo do Governador, o Governador quer que ele fique na Assembleia, quer que ele finalize o mandato. Mas o povo, a população, quer ele como candidato. Até eu fiquei surpreso, mas isso eu tenho certeza de que vai ser esclarecido. A minha vontade é ver com o Prefeito”, afirmou.

Sebastião também revela que Caiado articula o nome de Ana Paula Rezende para a disputa da prefeitura. “Ele (Bruno Peixoto) fala que o governador está falando pra ser a Ana Paula, a candidata e que ele vai apoiar a Ana Paula. Eu não acredito. Se o Caiado quiser pela primeira vez fazer, o prefeito de Goiânia é Bruno Peixoto, do contrário ele não vai fazer, zero condições”, declarou.


Leia mais sobre: / / / / / Política

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019