logomarcadiariodegoias2017

lula painel foto facebook reproducao.jpg

Os pré-candidatos se manifestaram sobre a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Veja o que eles disseram após o petista ter a prisão decretada.

ALVARO DIAS (PODEMOS)

"A prisão do líder popular que presidiu o Brasil é triste, mas a decisão é histórica. A impunidade perdeu; o Estado de Direito prevaleceu. As leis estão governando os homens. É assim que se constrói uma grande nação"

CIRO GOMES (PDT)

"Estou acompanhando com muita tristeza tudo que está acontecendo com o ex-presidente e meu amigo Luiz Inácio Lula da Silva. Espero que os próximos recursos possam estabelecer sua liberdade. Parte importante do país, na qual me incluo, não consegue ver justiça, muito menos equilíbrio, em uma providência tão amarga, enquanto remanescem intocados notórios corruptos do PSDB"

FERNANDO COLLOR (PTC)

"Só tenho a lamentar"

GERALDO ALCKMIN (PSDB)

"É lamentável ver a decretação da prisão de um ex-presidente, mas tenho a convicção de que isso simboliza uma importante mudança que vem ocorrendo no Brasil: o fim da impunidade. A lei vale para todos"

GUILHERME BOULOS (PSOL)

"É urgente a construção de uma unidade democrática contra a prisão arbitrária de Lula e a escalada da intolerância política. Não deixaremos as ruas e a luta. Para além das eleições, é o futuro do Brasil que está em jogo. Enfrentaremos as injustiças, de toga
ou de farda. Lula livre!"

JAIR BOLSONARO (PSL)

"Eu comemoro o resultado não pela derrota do Lula, mas pela vitória da Justiça. Afinal de contas, esse cidadão cansou de errar e colocar o Brasil nesta situação em que nos encontramos no momento, no tocante à economia, ao desgaste dos valores familiares, à uma política externa com viés ideológico, à violência crescente, ao desemprego assustador"

JOÃO AMOÊDO (NOVO)

"A prisão é um avanço importante para o país porque fortalece o combate à impunidade e à corrupção. Mas é uma vergonha para qualquer nação ter um ex-presidente preso, mostra que a corrupção está embrenhada nos mais altos níveis da República e precisa continuar sendo combatida"

MANUELA D'ÁVILA (PC DO B)

"Consumou-se mais uma etapa do golpe de agosto de 2016. O maior líder político do país, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está arbitrária e injustamente preso. É um preso político. Está no cárcere por força de vereditos encomendados, previamente tramados. Nenhuma prova foi apresentada contra ele"

MARINA SILVA (REDE)

"A prisão de um ex-presidente é um acontecimento triste em qualquer país. No entanto, numa democracia, as decisões da Justiça devem ser respeitadas por todos e aplicadas igualmente para todos. Os que ainda não foram alcançados pela Justiça é porque estão escondidos sob o manto da impunidade do foro privilegiado"

RODRIGO MAIA (DEM)

"Aqueles que têm responsabilidade pública, em qualquer nação, não podem celebrar a ordem de prisão de um ex-presidente da República. No entanto, o mandado de prisão decorreu de um processo submetido
à mais alta corte do Poder Judiciário, em que foi respeitado o amplo direito de defesa. O Brasil é uma democracia madura onde as instituições funcionam plenamente. Toda e qualquer manifestação em relação ao mandado de prisão precisa respeitar a ordem institucional" (Folhapress) 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH