logomarcadiariodegoias2017

A missa em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia programada para este sábado (7) às 9h30 começou com 1 hora e 15 minutos de atraso.

Segundo amigos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um dos motivos do atraso da missa é o estado emocional dos filhos. Eles estariam chorando muito.

Além da ex-presidente Dilma Rousseff e da senadora Gleisi Hoffmann, estão com o ex-presidente os pré-candidatos Manuela D'Ávila (PC do B) e Guilherme Boulos (PSOL) e os ex-ministros Gilberto Carvalho e Celso Amorim.

Carvalho começou a celebração ecumênica lendo um texto que Frei Betto escreveu para Marisa.

Em seguida, um dos padres sobre o trio elétrico disse que a celebração não é política nem partidária. "O amor fraterno vencerá o ódio", disse.

Na sequência, uma cantora entoou "Maria, Maria", de Milton Nascimento. Os apoiadores agitaram as bandeiras e cantam o refrão.

Antes do início da celebração, o petista apareceu diante dos apoiadores, que gritaram: "Lula, guerreiro do povo brasileiro". Ele acenou para a multidão.

Lula fez um acordo com a Polícia Federal para se apresentar depois de encerrada a missa.

O deputado federal Orlando Silva (PC do B) esteve com Lula na manhã deste sábado e confirmou o acordo de que o presidente vai se apresentar após a celebração. "A decisão judicial será cumprida. Espero que com dignidade", afirma. (Folhapress)

Veja ao vivo:

 

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH