logomarcadiariodegoias2017

maria do rosario foto Gustavo Lima agencia camara.jpg

A ex-ministra e deputada Maria do Rosário (PT-RS) defendeu, nesta sexta-feira (6), que o ex-presidente Lula permaneça no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, e não se entregue à Polícia Federal . Ela disse que a militância está pronta para defendê-lo de forma pacífica.

"O presidente não quer nenhuma violência. Não aceitaria nenhuma violência, ninguém em risco. É uma preocupação permanente. Nós não somos pessoas agressivas e jamais vamos incentivar qualquer agressividade. Ao contrário, temos sido vítimas, tanto que a caravana dele acabou de ser atacada a tiros."

Rosário classificou a decisão do juiz Sergio Moro de expedir o mandado de prisão contra o ex-presidente como arbitrária e política.

"Moro faz uma manobra no Judiciário de acordo com seu interesse político. Parece que não é tucano porque veste uma toga de juiz, mas cada vez mais aparece um bico de tucano ali, que mostra que lado ele tem. O lado golpista."

Segundo a deputada, Lula está acompanhado por familiares e a bisneta. (Folhapress) 

Leia mais:

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH