logomarcadiariodegoias2017

Hydro Paragominas. (Foto: Divulgação)
brazil_paragominas.jpg

Quatrocentos funcionários da mina de bauxita da Hydro, em Paragominas, no Pará, entram em férias coletivas de 15 dias a partir desta segunda-feira (2). A medida foi tomada em virtude do corte de 50% da produção da refinaria Alunorte, da Hydro, que recebe a bauxita de Paragominas e a transforma em alumina calcinada.

Por causa da redução da produção na Alunorte, os funcionários da refinaria também terão férias coletivas, mas de dez dias. A estimativa é que até 600 empregados da Alunorte sejam afetados pela medida.

Mas, diferentemente de Paragominas, na Alunorte os funcionários serão divididos em grupos para que saiam em férias coletivas. O primeiro grupo, de 40 empregados, saiu de férias neste sábado (31).

Segundo a Hydro, a medida foi tomada para evitar corte de pessoal, uma vez que a refinaria foi obrigada pelas autoridades a cortar sua produção pela metade.

O corte de 50% da produção da Alunorte foi determinado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará depois que, durante fortes chuvas, entre os dias 16 e 17 de fevereiro, a cidade Barcarena foi invadida por águas de coloração avermelhada.

Vazamento de depósitos de bauxita causa multa

O governo do Pará e o Ministério Público Federal começaram a investigar se houve algum vazamento dos depósitos de bauxita da refinaria e multaram a empresa.

Apesar de justificar que a coloração avermelhada da água era resultado da cor do solo da região e negar que tivesse havido vazamento do depósito de bauxita, a Hydro reconheceu que a Alunorte drenou as águas da chuva através do Canal Velho e que essa água estava contaminada por soda cáustica diluída na área de processamento.

Além disso, segundo a Hydro, depois das chuvas, foi constatado que havia rachaduras no duto que levava os efluentes do depósito de resíduos de bauxita para a estação de tratamento de água da refinaria. Mas, segundo informações preliminares da empresa, esses resíduos foram contidos numa bacia apropriada, dentro da própria empresa.

Com informações da Agência Brasil

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

SEARCH