17 de maio de 2022
Lênia Soares

Braga condena prefeito por encontro com governador

O presidente estadual do PRP, Jorcelino Braga, criticou duramente o prefeito eleito de Piracanjuba, Amauri Ribeiro (PRP), por procurar o governador de Goiás antes mesmo de assumir o mandato. Segundo o ex-secretário, a atitude é desnecessária e incentiva o “proselitismo” de Marconi Perillo.

 

Continua após a publicidade

“Esta aproximação não reflete o posicionamento político do partido. Reafirmamos nossa oposição à atual administração. Não existe o intuito de alinhamento com o governador”, destacou o presidente.

O futuro prefeito, por outro lado, justificou a reunião pela necessidade de firmar parcerias com o Estado. O que ele não justificou foi o adiantamento no cargo. Diante da crise, Amauri entrou no clima antes de entrar na prefeitura. Está com um pé no Executivo e o pires nas duas mão.

“Estamos atravessando uma crise em Piracanjuba, com greve de funcionários, saúde maltratada e saída dos jovens para outros lugares em busca de emprego. Estou pedindo para que o governador inclua nosso município no rol dos aptos a receber uma indústria que manterá os jovens na cidade”, argumentou.

Continua após a publicidade

E Marconi? Bem, Marconi não só ouviu como fez questão de divulgar. Em suas peças publicitárias: um governador democrático. Nos bastidores: estamos enfraquecidos. Precisamos reunir forças de todos os lados! Vamos cooptar! E: eu sou O Cara – o cara que todos procuram, até a oposição. E 2014 vem aí.

O encontro com Amauri não foi o primeiro. Ainda ontem, o prefeito peemedebista eleito em Santa Helena, terra do ex-governador Alcides Rodrigues (PP), participou de audiência no Palácio das Esmeraldas.

Cooptar? Não foi assim que começou aquela velha história, lá em Minas Gerais, com Eduardo Azeredo (PSDB)… o mensalão?

Leia mais sobre:
Lênia Soares