19 de junho de 2024
Política

Bolsonaro nomeia cunhada de Beto Richa ministra do TST

Até aqui, Morgana trabalhava como desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 9.ª Região, em Curitiba. (Foto: Divulgação)
Até aqui, Morgana trabalhava como desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 9.ª Região, em Curitiba. (Foto: Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) nomeou a desembargadora Morgana de Almeida Richa, cunhada do ex-governador paranaense Beto Richa (PSDB), como ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). A decisão foi publicada nesta segunda-feira, 13, no Diário Oficial da União (DOU).

A indicação, feita pelo presidente em novembro, precisou passar pelo crivo do Senado Federal antes de ser formalizada. A magistrada foi sabatinada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa Legislativa no mês passado.

Até aqui, Morgana trabalhava como desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 9.ª Região, em Curitiba. Ela vai ocupar a cadeira do ministro Walmir Oliveira da Costa, que morreu em abril por complicações da covid-19. A magistrada foi a mais votada na lista tríplice preparada pelo TST para a vaga.

Morgana é casada com José Richa Filho, o Pepe Richa, ex-secretário de Logística e Transportes do irmão. Em 2018, eles dois foram alvo da Operação Rádio Patrulha, que investigou suspeitas de propina de empreiteiras em contratos para manutenção de estradas rurais no Paraná. Ambos negam irregularidades. (Por Rayssa Motta – Estadão Conteúdo).

Leia também:


Leia mais sobre: / / Política

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.