20 de fevereiro de 2024
Comércio

Black Friday 2023: Vendas on-line registram queda de até 15%, aponta pesquisa

A pesquisa também aponta que o volume de pedidos também teve queda, de 14,9%, totalizando 5,1 milhões de compras.
Pesquisa aponta que os três produtos mais vendidos na Black Friday deste ano foram eletrodomésticos, eletrônicos e telefonia. (Foto: Pixabay).
Pesquisa aponta que os três produtos mais vendidos na Black Friday deste ano foram eletrodomésticos, eletrônicos e telefonia. (Foto: Pixabay).

A Black Friday deste ano registrou uma queda considerável no comércio online, em relação ao mesmo período do ano passado. Da meia-noite até as 23h59 da sexta-feira (24), o ecommerce brasileiro registrou mais de R$ 3,4 bilhões em transações na Black Friday. O faturamento representa um recuo de 15,1% na comparação com 2022.

As informações são da plataforma Hora a Hora, que é da Confi.Neotrust, empresa de inteligência de dados, divulgados em parceria com a ClearSale, que atua com inteligência de dados e soluções para prevenção a riscos. A pesquisa também aponta que o volume de pedidos também teve queda, de 14,9%, totalizando 5,1 milhões de compras.

A motivação foi justificada pela antecipação das compras, pelas taxas de juros ainda em patamares elevados e pelo alto endividamento das famílias. Segundo a NielsenIQ Ebit, líder de informações e insights sobre o comércio eletrônico no Brasil, o consumidor que tinha alguma folga orçamentária comprou antes. “O restante preferiu adotar uma postura mais cautelosa diante das incertezas [macroeconômicas] mencionadas”, disse o executivo responsável pela consultoria, Marcelo Osanai.

Vendas e expectativas

Com a onda de calor recente e expectativas de tempo quente em dezembro, o comércio esperava uma maior venda de ar-condicionado, o que não aconteceu, segundo levantamento da plataforma Neotrust. Ainda segundo a pesquisa, os três produtos mais vendidos na Black Friday deste ano foram eletrodomésticos (20,8%), eletrônicos (15,1%) e telefonia (11,9%).


Leia mais sobre: / / / Geral / Notícias do Estado

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019