25 de junho de 2022
Saúde

Beneficiários do Programa Auxílio Brasil são convocados para acompanhamento obrigatório em Aparecida

Convocação é voltada para crianças de 0 a 7 anos, grávidas e mulheres de 14 a 44 anos
Saúde em Aparecida de Goiânia. Foto: Claudivino Antunes
Saúde em Aparecida de Goiânia. Foto: Claudivino Antunes

A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) convoca a todos os beneficiários do Programa Auxílio Brasil residentes no município para que compareçam à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de suas residências para realizarem o acompanhamento, requisito obrigatório para a manutenção do benefício. A ação consiste na monitoração do estado nutricional, do pré-natal e da caderneta de vacinação das crianças.

“Convocamos os responsáveis para que tragam as crianças de 0 a 7 anos, e também as grávidas que já recebem o benefício e mulheres de 14 a 44 anos”, informa a chefa de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SMS, Bruna Aniele.

A gestora destaca que o acompanhamento deve ser feito uma vez por semestre, de janeiro até junho (primeira vigência), e depois de julho a dezembro. “E se porventura alguém comparecer a uma unidade que não é a sua referência, essa pessoa será atendida e depois informada a ir no local correto da próxima vez”, explica.

Continua após a publicidade

Onde fazer

De acordo com Bruna Aniele, todas as UBSs fazem esse acompanhamento e também o Cais Colina Azul, o Centro de Saúde Papillon Park, o Centro de Atendimento Ambulatorial, e, especificamente para os moradores da região do Garavelo, a referência é a UBS Buriti Sereno. Já os moradores da região da Vila Brasília devem ir à Maternidade Marlene Teixeira. Ela ainda reforça que a procura tem sido baixa: “Há pessoas que não sabem que devem fazer o acompanhamento e correm o risco de ter o benefício suspenso ou cancelado”.

Porque fazer e o que levar

Continua após a publicidade

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a pesagem no Auxilio Brasil é uma maneira de identificar casos de desnutrição entre os beneficiários e é determinante para o recebimento do pagamento. O peso de cada membro da família é incluído no cadastro e deve ser atualizado a cada seis meses, conforme for solicitado. Para realizar a pesagem os beneficiários precisam se identificar com documentos pessoais, de preferência o CPF e número do NIS e também levar a Caderneta da Criança e a Caderneta da Gestante.

A Política Nacional de Atenção Básica (2017) destaca que é de responsabilidade comum a todos os membros das equipes que atuam na Atenção Primária acompanhar e registrar no Sistema de Informação da Atenção Básica e no mapa de acompanhamento do Programa Auxilio Brasil as condicionalidades de saúde das famílias beneficiárias.