18 de julho de 2024
Eleições Municipais • atualizado em 20/06/2024 às 22:06

“Bastante confiante e esperançosa”, destaca Adriana Accorsi sobre aliança eleitoral com PSB

A pré-candidata do PT espera que o apoio do PSB à sua candidatura seja oficializado na próxima semana e comenta desistência de Gayer: "não muda nada"
Em entrevista a Altair Tavares, Adriana Accorsi afirma que o cenário político em Goiânia é incerto e a única pré-candidatura consolidada é a do PT. Foto: Diário de Goiás
Em entrevista a Altair Tavares, Adriana Accorsi afirma que o cenário político em Goiânia é incerto e a única pré-candidatura consolidada é a do PT. Foto: Diário de Goiás

Em busca de alianças com outros partidos, a pré-candidata do PT à prefeitura de Goiânia, deputada federal Adriana Accorsi, afirma estar “bastante confiante e esperançosa” em relação ao apoio do PSB à sua candidatura. Ao editor do Diário de Goiás, Altair Tavares, a parlamentar relatou como andam as negociações com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, e comentou sobre a desistência da pré-candidatura do candidato do PL, deputado Gustavo Gayer.

Adriana confirmou ao DG que já teve várias reuniões com Siqueira, as quais considerou “bastante produtivas”. De acordo com a deputada, a previsão é de que o apoio do PSB seja oficializado já na próxima semana. “O presidente nacional (Carlos Siqueira) disse que havia alguns ajustes de cidades onde também querem o apoio do PT e isso vai ser resolvido na segunda-feira (24), a minha esperança é de que na semana que vem a gente possa oficializar o apoio”, declarou Accorsi.

Possíveis alianças

Considerando natural o diálogo entre vários partidos, a pré-candidata confirmou que atualmente o PT mantém contato com cinco ou seis legendas e não descarta a possibilidade de que o vice escolhido não chegue a ser do PSB. “É provável que eles venham sim a integrar a chapa majoritária, no entanto, eles também concordam, assim como os demais partidos que já estão no “Movimento Somar por Goiânia”, que nós precisamos aguardar até o final do período das convenções, até o início de agosto, para que decidamos juntos, quando terminarmos de formar as alianças, qual será o melhor nome para vice”, destacou a deputada.

Procurado pelo Diário de Goiás, o presidente do PSB Goiânia, Vinícius Cerqueira, afirmou que a negociação prossegue, mas que só vai se pronunciar sobre o assunto após o fechamento do acordo.

Cenário indefinido

A pré-candidata definiu o cenário político em Goiânia como “bastante complexo”. “O cenário é muito incerto em Goiânia. Eu vejo que a única pré-candidatura consolidada mesmo é a nossa (PT)”, acrescentou Accorsi em referência à desistência da candidatura do deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO) e à indefinição do novo nome escolhido pelo partido.

Para Accorsi, a indefinição do PL não atrapalha em nada as estratégias do PT. “De forma alguma interfere, uma vez que, há muitos anos, participo da política e acredito que nós não devemos escolher adversários, nós devemos fazer o nosso trabalho da forma que a gente acredita, colocando as nossas propostas, as ideias da cidade, os sonhos que nós temos, o nosso conhecimento, experiência, à disposição da população. Então, para nós não muda nada e continuamos trabalhando da mesma forma”, pontuou a pré-candidata.


Leia mais sobre: / / / / Eleições 2024 / Política

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.