24 de maio de 2024
Queda de avião

Avião que caiu em Goiânia e matou dois irmãos não tinha autorização para táxi aéreo, diz Anac

Outras quatro pessoas seguem internadas, uma delas em estado grave
Avião cai e atinge residência em Goiânia. (Foto: Divulgação)
Avião cai e atinge residência em Goiânia. (Foto: Divulgação)

O avião de pequeno porte que caiu na tarde desta quarta-feira (22) sobre uma residência na Vila Mutirão, região Noroeste de Goiânia, não tinha autorização para o transporte de passageiros, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

A Anac explica que a aeronave, de modelo EMB-810D, tinha capacidade máxima para transportar 6 passageiros e foi fabricada em 1993.

Na queda da aeronave, dois irmãos mineiros, Leonardo Rodrigues da Rocha e Bruno Rodrigues da Rocha, não resistiram aos ferimentos e morreram. Eles eram empresários em Taiobeiras, no norte de Minas Gerais, e donos da aeronave.

Junto a eles, outras quatro pessoas também estavam no avião, com ferimentos, eles foram levados para o Hospital Estadual Governador Otávio Lage (Hugol). São eles: Roberto Pereira Júnior, piloto do avião que se encontra em estado regular e respira espontaneamente; Indira Mendes Maia, em estado regular; Winnicius Duarth Alves Rodrigues, em estado regular e Priscila Fagundes Amaral, em estado grave, respirando por ajuda de aparelhos.

Já no sobrado, onde a aeronave caiu, estavam duas mulheres, que não tiveram ferimentos. As causas do acidente são apuradas pelo Centro de Investigação de Prevenção de Acidentes (Cenipa).


Leia mais sobre: / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.