26 de maio de 2024
Dia do aposentado

Ato público: Sintego realiza movimentação contra taxação de 14,25% dos aposentados

Ato defende o fim fim da taxação de 14,25%, porcentagem que vem sendo descontada desde 2020
A movimentação ocorreu na Praça Cívica, em Goiânia, e reuniu aposentados da capital e de outras regiões do estado. (Foto: Reprodução/Redes sociais).
A movimentação ocorreu na Praça Cívica, em Goiânia, e reuniu aposentados da capital e de outras regiões do estado. (Foto: Reprodução/Redes sociais).

Na manhã desta quarta-feira (24), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) realizou um ‘Ato Público dos Aposentados’, pelo fim da taxação de 14,25%, porcentagem que vem sendo descontada desde 2020 dos servidores que ganham abaixo do teto do INSS, mesmo com a lei federal garantindo a isenção da contribuição. A movimentação ocorreu na Praça Cívica, em Goiânia, e reuniu aposentados da capital e de outras regiões do estado.

Segundo a presidente do Sintego, Bia de Lima, a alíquota dos salários para o fundo previdenciário é um ‘confisco’. “Queremos fazer com que o governo compreenda que você contribuiu uma vida inteira. Não é justo estarem sendo feitas cobranças além, como se fosse aposentar de novo. Você não pode mais continuar pagando por isso porque você já pagou”, disse Bia em fala direcionada aos apontados na rede social do Sintego.

“Só em Goiás e em poucos outros lugares é que têm taxado os aposentados e colocado numa situação de sofrimento, porque além de não repor os salários como deveria, o governo vai e ainda faz o desconto”, disse Bia em entrevista a Rádio CBN Goiânia. Ela também confirmou que o governador Ronaldo Caiado disse que após se recuperar de uma cirurgia vai marcar uma reunião para discutir o assunto.

Dia do aposentado

O dia 24 de janeiro é o Dia Nacional das Aposentadas e dos Aposentados e, também, dos 101 anos da Previdência Social no Brasil. Instituído pela Lei 6.926/81, a data é uma homenagem a trabalhadoras e trabalhadores que dedicam anos de suas vidas ao serviço e à luta por direitos e por melhores condições de trabalho.


Leia mais sobre: / / / / Cidades

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019